Encerramento do Agosto Dourado reúne mães e profissionais em São José de Ribamar

Para marcar o encerramento das ações em comemoração ao Agosto Dourado, mês dedicado ao aleitamento materno, a prefeitura de São José de Ribamar por meio da Secretaria Municipal de Saúde realizou grande atividade na UBS Honório Gomes, com a presença de gestantes, lactantes, bebês além de profissionais da área de saúde.


Para o secretário de saúde, Tiago Fernandes, o Agosto Dourado encerra o mês de atividades intensas, mas os atendimentos continuam em todos os postos com o mesmo intuito: intensificar a parceria firmada com as mães nesse grande gesto que é amamentar. “Foi uma grande parceria nesse mês com as mamães. E nosso intuito é continuar com os trabalhos de conscientização de que o leite é um alimento completo e que deve ser oferecido exclusivamente até pelo menos os seis primeiros meses de idade do bebê”, destacou.

Já o prefeito Luis Fernando, lembrou que os objetivos do Agosto Dourado, mês dedicado ao incentivo e dedicação à amamentação, estão sendo alcançados por meio de diversas atividades conjuntas de promoção do tema, porém não podem parar com o término do mês.

“Estamos encerrando o mês, mas o resultado final será sempre a busca permanente do conhecimento a cerca da importância da amamentação. Lembramos às famílias que o aleitamento é uma prática nutricional, mas também de amor e que não é apenas uma responsabilidade materna, mas uma força tarefa que envolve o pai, toda a família e os profissionais da saúde que estão a postos para ajudar na condução do processo”, ressaltou.

Capacitação para profissionais da saúde da família

Nesta quarta-feira (30), a prefeitura por meio da Secretaria de Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde, também realizou oficina voltada para estratégias de fortalecimento da atenção integral às crianças com infecção congênita associada à doenças infecciosas que acometem recém-nascidos. Durante a oficina foram evidenciadas as causas de morte prematura, e os riscos que o feto corre ao ser contaminado a partir de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

Para a representante do Ministério da Saúde, Jacirene Lima Campos, o objetivo vem sendo atingido uma vez que os profissionais estão discutindo o problema, sobretudo o atraso no desenvolvimento das crianças com microcefalia e traçando políticas públicas de atendimento para as famílias.

“O compromisso dos profissionais daqui, mostra um fortalecimento das políticas públicas que o município está implementando. A criança acometida por essas doenças precisa ser assistida desde a concepção, passando pelo nascimento, desenvolvimento e até mesmo em todas as fases da vida dessa criança”, pontuou.

Durante o evento também foi discutida a estratégia de fortalecimento da atenção integral nos mais variados projetos e frentes desenvolvidas. O secretário de saúde, Tiago Fernandes, reiterou a sensibilização da gestão para a importância do tema e programa da Saúde da Família.

“A oficina é uma ação de sensibilização que mostra a importância do trabalho do PSF para o quadro geral da saúde da família, sendo um vetor fundamental na melhoria de todos os pontos em paralelo com o quadro geral de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti e afins. Daí a importância da presença de todos os agentes para o permanente combate”, finalizou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!