IPTU EM DIA - SÃO JOSÉ DE RIBAMAR

Vítima de estupro divulgado nas redes sociais é ouvida no Rio

Gravação mostra uma adolescente nua e desacordada. Suspeita é de que 30 homens teriam violentado a menina, de 16 anos

Por: Estadão

Adolescente (dir.) foi submetida a exames médicos em hospital do Rio de Janeiro, onde prestou depoimento à políciaFoto: Gabriel de Paiva/ Ag. O Globo / Ag. O Globo


A adolescente de 16 anos que teve imagens divulgadas nas redes sociais por dois homens que diziam que ela havia sido estuprada por até 30 criminosos foi ouvida pela polícia e submetida a exames médicos na manhã desta quinta-feira, no Rio de Janeiro.

Em entrevista à rádio CBN, a avó da menina disse que a vítima foi encontrada por um agente comunitário, na zona oeste da cidade. Nas imagens, está desacordada e nua.

— O vídeo é chocante, eu assisti, ela está completamente desligada — disse a avó.


Nas imagens, um dos homens afirma que a menina, que é mãe de uma criança de três anos, teria sido violentada por mais de 30 criminosos.

— Essa aqui, mais de 30 engravidou — diz a voz.


Enquanto filmam o órgão genital da vítima, um deles narra:

— Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta.

O linguajar usado pelos dois homens sugere que sejam pessoas habituadas a gírias comuns entre criminosos. Além do vídeo, também há pelo menos uma foto de um dos rapazes à frente do corpo da adolescente.

Na postagem em uma rede social, um homem escreve:

— Amassaram a mina, intendeu (sic) ou não intendeu (sic)? Kkkkkkkkkk.


Como o vídeo circulou pelas redes sociais, a suspeita de estupro coletivo está sendo investigada pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática. Segundo o G1, os homens que divulgaram as imagens já teriam sido identificados — a Polícia Civil do Rio não divulgou oficialmente os nomes.

A postagem repercutiu no Twitter na quarta-feira, dia 25. "Ele dopou a garota e filmou ela (sic) após o estupro", escreveu uma pessoa. "Embebedou uma garota a ponto de deixá-la inconsciente, estuprou e postou um vídeo se vangloriando do ato", postou outro internauta. "O cara estupra, expõe e se gaba da atitude abominável. O que ele merece? Cadeia! Denunciem o Michel", escreveu outra pessoa.


Após a repercussão, um dos rapazes que aparecem nas imagens apagou sua conta na rede social. Antes, porém, ele reclamou das críticas e ameaçou divulgar mais imagens da vítima.

Pelo menos mais quatro rapazes compartilharam o vídeo — não se sabe se eles também participaram do estupro ou se limitaram a divulgar o vídeo —, o que também pode valer punição pela Justiça.

Ao longo da noite desta quarta, os perfis das quatro pessoas que até então haviam divulgado o vídeo foram alvo de críticas de outros internautas. Eles pedem que ninguém compartilhe as imagens e defendem punição aos envolvidos. Foram divulgados um perfil no Facebook e um número de telefone celular que pertenceriam a um dos autores do estupro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PROGRAMA DANIEL DE JESUS - TV METROPOLITANA 58 E TV ALTERNATIVA 35

Participe de nossa programação envie sua sugestão de pauta ou denuncia para 98 981913020 Whatsapp.