DIAE CUMPRE MANDADO DE PRISÃO EM ABERTO NO BAIRRO MANAÍRA EM PAÇO DO LUMIAR

Na manhã desta terça-feira (31) por volta das 07h00 no Bairro Manaíra em Paço do Lumiar, o Serviço de Inteligência DIAE, após varios levantamentos conduzio o indivíduo Claudiano Pinheiro conhecido como John Rambo, o mesmo teria um mandado de prisão em aberto.

Durante a busca na residência, foi encontrada uma  Pistola .40 de marca Taurus , modelo 840 com 02 (dois) carregadores e 19 munições e 1 (uma) moto CG Fan 125 de cor Azul ,placa NWT-4078.

O elemento foi conduzido e autuado na Delegacia especial do Maiobao.

Chuva forte deixa quatro mortos no Recife e em Olinda

Três óbitos foram em Olinda e o outro ocorreu na capital pernambucana. Em 6 horas, choveu 200 milímetros, equivalente a 67% da média do mês.
Desabamento de barreira em Águas Compridas (Foto: Reprodução/Whatsapp)Desabamento de barreira em Águas Compridas (Foto: Reprodução/Whatsapp)
O temporal que caiu no Grande Recifedeixou quatro pessoas mortas, nesta segunda-feira (30). Três delas foram vítimas de um deslizamento de barreira registrado em Águas Compridas, em Olinda. Um óbito aconteceu por causa de queda de encosta em Passarinho, na Zona Norte da capital pernambucana. Em seis horas, choveu 200 milímetros, o equivalente a 67% do esperado para o mês de maio inteiro. Universidades federais e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) suspenderam as atividades durante todo o dia.
A Coordenadoria de Defesa Civil dePernambuco (Codecipe) confirmou as três mortes provocadas por um deslizamento de barreira ocorrido em Olinda. As vítimas do acidente são uma criança de sete anos e duas mulheres. O desmoronamento aconteceu no fim da madrugada desta segunda-feira (30). São os primeiros óbitos registrados na cidade, no período chuvoso deste ano.
No Recife, a vítima foi uma criança de 4 anos. É segundo óbito notificado na capital pernambucana este ano, em decorrência do período chuvoso. O outro ocorreu em abril, também na Zona Norte.
Em Águas Compridas, o Corpo de Bombeiros realizou uma operação de buscas na Primeira Travessa do Amanhecer, perto da Ladeira do Giz. Um carro do Instituto de Medicina Legal (IML) chegou ao local por volta das 9h30. Dois jovens ficaram feridos e foram levados para a casa de parentes após o resgate. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das pessoas.
Também segundo moradores, as duas vítimas foram resgatadas pelos próprios vizinhos, já que a equipe da Defesa Civil ainda não chegou à localidade. O plantão do órgão municipal informou que a equipe não conseguiu sair do prédio e “está ilhada”.
com informações do g1

Vítima de estupro divulgado nas redes sociais é ouvida no Rio

Gravação mostra uma adolescente nua e desacordada. Suspeita é de que 30 homens teriam violentado a menina, de 16 anos

Por: Estadão

Adolescente (dir.) foi submetida a exames médicos em hospital do Rio de Janeiro, onde prestou depoimento à políciaFoto: Gabriel de Paiva/ Ag. O Globo / Ag. O Globo


A adolescente de 16 anos que teve imagens divulgadas nas redes sociais por dois homens que diziam que ela havia sido estuprada por até 30 criminosos foi ouvida pela polícia e submetida a exames médicos na manhã desta quinta-feira, no Rio de Janeiro.

Em entrevista à rádio CBN, a avó da menina disse que a vítima foi encontrada por um agente comunitário, na zona oeste da cidade. Nas imagens, está desacordada e nua.

— O vídeo é chocante, eu assisti, ela está completamente desligada — disse a avó.


Nas imagens, um dos homens afirma que a menina, que é mãe de uma criança de três anos, teria sido violentada por mais de 30 criminosos.

— Essa aqui, mais de 30 engravidou — diz a voz.


Enquanto filmam o órgão genital da vítima, um deles narra:

— Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta.

O linguajar usado pelos dois homens sugere que sejam pessoas habituadas a gírias comuns entre criminosos. Além do vídeo, também há pelo menos uma foto de um dos rapazes à frente do corpo da adolescente.

Na postagem em uma rede social, um homem escreve:

— Amassaram a mina, intendeu (sic) ou não intendeu (sic)? Kkkkkkkkkk.


Como o vídeo circulou pelas redes sociais, a suspeita de estupro coletivo está sendo investigada pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática. Segundo o G1, os homens que divulgaram as imagens já teriam sido identificados — a Polícia Civil do Rio não divulgou oficialmente os nomes.

A postagem repercutiu no Twitter na quarta-feira, dia 25. "Ele dopou a garota e filmou ela (sic) após o estupro", escreveu uma pessoa. "Embebedou uma garota a ponto de deixá-la inconsciente, estuprou e postou um vídeo se vangloriando do ato", postou outro internauta. "O cara estupra, expõe e se gaba da atitude abominável. O que ele merece? Cadeia! Denunciem o Michel", escreveu outra pessoa.


Após a repercussão, um dos rapazes que aparecem nas imagens apagou sua conta na rede social. Antes, porém, ele reclamou das críticas e ameaçou divulgar mais imagens da vítima.

Pelo menos mais quatro rapazes compartilharam o vídeo — não se sabe se eles também participaram do estupro ou se limitaram a divulgar o vídeo —, o que também pode valer punição pela Justiça.

Ao longo da noite desta quarta, os perfis das quatro pessoas que até então haviam divulgado o vídeo foram alvo de críticas de outros internautas. Eles pedem que ninguém compartilhe as imagens e defendem punição aos envolvidos. Foram divulgados um perfil no Facebook e um número de telefone celular que pertenceriam a um dos autores do estupro.

PPL INAUGURA SEDE NESTE SÁBADO(28) NO MAIOBAO PAÇO DO LUMIAR

Mesmo com tão pouco tempo de existência, o Partido Pátria Livre (PPL) demonstra enorme força, tendo em vista já estar presente em 53 municípios maranhenses. E neste sábado (28), às 17h00 o PPL inaugura mais uma Sede, desta vez em Paço do Lumiar, no Maiobão.

A inauguração da Sede do PPL em Paço do Lumiar é um reconhecimento da sociedade luminense da importância de um partido cujas bandeiras sociais são as marcas que o caracterizam e o credenciam para somar no cenário das forças políticas do município e do estado.
Inaldo Pereira é o presidente do Diretório Municipal do Partido em Paço do Lumiar e o médico Dr. José Luís Lago é o presidente do Diretório Estadual  PPL.

O Diretório do partido em Paço do Lumiar está loclizado na Av.04, Qd. 57, casa 29ª – Maiobão (Ao lado do Miranda Cosmético).

Rodoviários exigem escolta policial em ônibus que circulam na zona rural de São Luís

Em novo encontro na manhã desta terça-feira (24), no Palácio dos Leões, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão cobrou do Governo do Maranhão, medidas mais eficazes, que possam impedir novos ataques à ônibus em pontos finais mais afastados, principalmente, aqueles localizados na zona rural.

O Presidente da entidade, Isaias Castelo Branco, entre as sugestões levadas para a reunião, solicitou que os coletivos que realizam trajetos para locais mais distantes, sejam escoltados por homens da polícia militar. Na noite da última segunda-feira, mais um ônibus foi alvo de tentativa de incêndio na região do Maracanã.

A Secretaria de Segurança Pública pediu ao Sindicato dos Rodoviários, um mapeamento dessas áreas mais preocupantes, para que o trabalho seja executado o mais rápido possível. Logo após o encontro com autoridades de segurança, a entidade que luta pela preservação dos direitos e segurança de quem atua no transporte público, se reuniu com a MOB, para realizar este mapeamento composto por áreas ou pontos finais considerados mais vulneráveis a criminalidade. As informações já foram encaminhadas a Secretaria de Segurança Pública e Comando da PM.

“Estamos fazendo tudo o que está ao nosso alcance para garantir a integridade dos trabalhadores do transporte público. Essa garantia de escolta policial em ônibus que trafegam pelas localidades mais afastadas da grande São Luís vai trazer mais tranqüilidade não só para a categoria, mais também aos usuários do sistema. Na noite de segunda fomos surpreendidos com mais uma tentativa de ataque a ônibus e isso já estava fora de controle. As autoridades de segurança não podem mais permitir que os criminosos dominem a situação, causando pânico e terror entre a população. Esperamos que essa medida seja colocada em prática ainda hoje”, declara Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

ASCOM SINDICATO DOS RODOVIÁRIOS DO MARANHÃO

Ciro Mineiro

MÃE DENÚNCIA MARIDO POR ABUSAR SEXUALMENTE DA FILHA

Após manter relações e engravidar menina de 11 anos, homem é preso em Zé Doca acusado de estupro de vulnerável


João Batista Macatrão (38 anos) foi preso neste sábado (21) em Zé Doca. O mesmo foi presos por policiais civis e militares, acusado de abusar sexualmente de uma criança de 11 anos de idade. A própria mãe da criança e mulher do acusado compareceu até a Delegacia Regional de Zé Doca para registrar uma ocorrência contra seu marido. Segundo relatos da mãe da vítima, o homem estaria mantendo relações sexuais com a criança de 11 anos de idade (R.C.G.S), que é sua enteada e que consequentemente está grávida de 03 meses. O acusado alegou perante os policiais que vinha mantendo relações sexuais com a menina há pelo menos 06 meses e assumiu ter engravidado a menor.

Após tirar a vida da esposa, PM se suicida

Um crime chocou a comunidade da Vila Passos, em São Luís. Um policial militar matou a esposa e depois cometeu suicídio, dentro da sua casa.

A polícia só tomou conhecido hoje (21) à noite, quando familiares sentiram falta do casal e resolveram procurar as autoridades.

Vizinhos informaram a polícia que havia um cheiro muito forte vindo da residência do casal.Uma guarnição da PM se deslocou até o local e encontrou o corpo do policial e da mulher em estado de decomposição. Ambos estavam com perfurações de balas.

O marido primeiramente matou a esposa com um tiro na nuca e logo em seguida atirou contra a própria boca.

Há uma suspeita de que a motivação do crime teria sido por traição.

Aguardem mais informações…
Luis cardoso

Polícia prende sete, incluindo duas mulheres, que incendiaram quatro ônibus

Na mesmo noite de ontem, quando quatro ônibus foram incendiados por bandidos pertencentes a uma facção criminosa que toca o terror na capital, o governador esteve reunido com a cúpula da Secretaria de Segurança Pública e horas depois sete pessoas foram presas, sendo duas mulheres e cinco homens. Eles foram presos quando tentavam incendiar outros ônibus na Forquilha em um carro roubado onde estavam guardados galões com gasolina.

O Governo do Estado soltou nota oficial garantindo a segurança e mostrando as ações práticas da polícia. Vejam abaixo a nota, a imagem da reunião governamental e a foto dos bandidos:





Nota Oficial

Os episódios de incêndios criminosos a ônibus estavam há mais de 17 meses sem ocorrer. Neste período, foi feita a opção clara de enfrentar as facções criminosas, resultando em sucessivas apreensões de grande quantidade de armas e drogas. Além disso, o Estado recuperou sua autoridade sobre o sistema penitenciário.

Tais medidas geram reações de vários tipos, entre os quais eventos como os de ontem.

Informamos que os bandidos que determinaram e executaram tais ações já foram localizados e sofrerão as penas previstas em lei.

Além disso, tranquilizamos a todos em face de grande mobilização das forças de segurança realizada desde ontem e que continuará hoje, inclusive no período noturno.

Alertamos que uma das técnicas dos bandidos envolve a disseminação de pânico por mensagens falsas via WhatsApp, exatamente para tentar mostrar força diante da firme ação do Estado.

Pedimos que as pessoas de bem não espalhem tais mensagens, baseando-se apenas nas informações e orientações emanadas das autoridades policiais.

O Governo do Estado tem investido muito no fortalecimento das nossas Polícias, com mais policiais, armas e viaturas. Esse processo é contínuo e progressivamente vai resultar no fim dessas ações de grupos de crime organizado que, infelizmente, atuam há muitos anos no Maranhão.

A força da lei, das pessoas de bem e da Polícia vai vencer.







Luis Cardoso

Comando Geral Divulga nota sobre os ataques a ônibus

Nota de esclarecimento
O Comandante Geral da Policia Militar

Vem informar a toda a população maranhense, e em especial aos residentes da região metropolitana de São Luís, que diante dos fatos ocorridos na noite desta quinta, envolvendo ataques a ônibus coletivos, o policiamento de toda a região metropolitana foi reforçado, inclusive com todas as equipes do Batalhão Tiradentes (incluindo os de folga), equipes do Serviço Avançado de Inteligência (GSI), Batalhão de Choque, além do patrulhamento das viaturas de área com atenção redobrada. Informa ainda que a policia militar não está medindo esforços para encontrar os culpados e manter a paz e a segurança da comunidade. Portanto pede-se que a população se mantenha calma e confie no trabalho desenvolvido por esta instituição.

Fonte: PM/5 – Assessoria de Comunicação da PMMA

População em Pânico ataque a ônibus em toda ilha

De acordo com informações da polícia, por meio do 13º Batalhão, até as 20h30 pelo menos quatro coletivos haviam sido alvos dos incêndio; não havia informações de feridos

O terror voltou a ser promovido em São Luís. Bandidos promoveram, na noite desta quinta-feira, uma série de ataques a coletivos em bairros da Região Metropolitana da capital. Até às 20h30, a polícia – por meio do 13º Batalhão – havia confirmado pelo menos quatro ataques na cidade. Não havia informação sobre pessoas feridas. Por causa das ocorrências, o Sindicato dos Rodoviários determinou o recolhimento imediato de todos os coletivos da cidade. Eles começaram a ir para as garagens a partir das 20h30 de hoje.

De acordo com o tenente-coronel Alexandre Francisco, responsável pelo 13º Batalhão, os ataques se concentraram nos bairros do Jardim Tropical, Vila Cafeteira (Maiobão), além das localidades Marly Abdalla e Cidade Verde, apontadas como invasões. Um dos coletivos atingidos seria da linha Popular Ipase. "O que sabemos, por enquanto, é isto. Ou seja, que, por enquanto, ninguém ficou ferido", disse.

Ainda segundo a polícia, dos quatro ataques, dois teriam destruído parcialmente os coletivos. Nos outros dois ataques, houve apenas tentativa de incêndio aos ônibus. A polícia informou ainda que, com base nos depoimentos de testemunhas, que os autores dos crimes estariam encapuzados e conduzindo motos e um veículo não-identificado.

A polícia, até o fim da noite de ontem, não havia confirmado a motivação dos ataques. Horas antes dos incidentes, um policial militar identificado apenas por Erivaldo (que seria da Companhia de Polícia Rodoviária Independente) foi baleado com dois tiros na Nova Aurora (Cohatrac). "Pode haver relação sim entre este incidente com o policial e os ataques. Ainda estamos apurando”, disse o titular do 13º Batalhão da PM, em contato na noite de hoje por telefone.

Nas redes sociais, houve grande mobilização de moradores que residem próximos aos locais onde ocorreram os ataques. Foram compartilhados vários áudios de pessoas próximas aos locais que demonstravam o pânico diante das ocorrências.

Às 21h30 de hoje, a Polícia Militar, por meio do Comando de Policiamento de Área Metropolitana (CPAM1) confirmou o quinto ataque a coletivo. A ocorrência foi registrada na Praça do Viva. Ninguém ficou ferido. No local, o veículo ficou totalmente incendiado. Até o momento, a polícia ainda não tem confirmação sobre a motivação deste ataque.

com informações do jornal estado

O PESQUE PAGUE DE GIL CUTRIM


Uma poça de água que provavelmente está, causando perigos e muitos transtornos para quem utiliza essa via diariamente.

O internauta Luis de França enviou foto de um buraco que já virou uma poça d’água.

O rapaz revoltado com a situação de uma rua do bairro Parque Vitoria, enviou ao blog de Marcial Lima, uma imagem simbolizando uma pessoa pescando em um açude “pesque e apague”. Na qual a referencia é feita ao prefeito da Cidade Ribamarense Gil Cutrim.

Uma poça de água que provavelmente está, causando perigos e muitos transtornos para quem utiliza essa via diariamente.

O golpe que deu errado


Ricardo Noblat

Na noite da última quinta-feira, horas depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) suspender o mandato do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acusado de corrupção, seu colega Waldir Maranhão (PP-MA), já no exercício da presidência da Câmara, foi convidado pelo deputado Sílvio Costa (PT do B-PE), vice-líder do governo, para uma reunião com a presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada.

Ali, até o começo da madrugada, Maranhão, Costa, Dilma e os ministros Ricardo Berzoini (PT-SP), da Secretaria do governo, e José Eduardo Cardoso (PT-SP) da Advocacia Geral da União, conversaram sobre a decisão do STF, a tramitação do processo de impeachment no Senado e o que Maranhão pensava fazer como novo presidente da Câmara. Foi uma conversa amena, de aliados. Afinal, Maranhão votara contra o impeachment.

No dia seguinte, pela manhã, Costa visitou Maranhão no apartamento onde ele mora. De lá foi para a Câmara, convocou os jornalistas e anunciou: Maranhão lhe prometera tocar adiante m um pedido de impeachment do vice-presidente Michel Temer, e estudar a possibilidade de anular a votação na Câmara do pedido de impeachment de Dilma. Costa estava eufórico. E comentou:

- Waldir me jurou de pé junto que vai cumprir a Constituição. Se os líderes não enviarem os nomes [para compor a comissão do impeachment de Temer], caberá a nós recorrer ao STF.

A reunião do Alvorada produzira bons resultados. A ponto de na tarde da sexta-feira, deputados ligados a Temer procurarem Maranhão para dizer que o vice-presidente queria falar com ele. Os dois se falaram por telefone quando Temer já estava dentro do jatinho da FAB que o levaria a São Paulo. A ligação não durou mais do que cinco minutos. Temer propôs e Maranhão concordou com um encontro dos dois no domingo à noite, em Brasília.

Naquela mesma tarde, Maranhão visitou Eduardo Cunha na residência oficial do presidente da Câmara, no Lago Sul. No sábado, em jato da FAB, voou para o seu Estado. Mal chegou lá, reuniu-se com o governador Flávio Dino (PC do B), que prometera apoiá-lo como candidato ao Senado em 2018 desde que ele votasse contra o impeachment, como Maranhão o fez. Dino cobrou de Maranhão mais uma ajuda para evitar a queda de Dilma.

Por mais de uma hora, Dino expôs a Maranhão todos os pontos considerados por ele “frágeis” do processo de impeachment. Maranhão ouviu mais do que falou, embora não tenha discordado de nada do que Dino lhe disse. O governador reafirmou o apoio à candidatura dele ao Senado. O encontro terminou com o convite feito por Maranhão para que Dino o acompanhasse na viagem de volta a Brasília, no domingo.

Assim que o jatinho pousou em Brasília, Maranhão e Dino foram jantar no apartamento de Sílvio Costa, onde os aguardava o ministro José Eduardo Cardozo. O grupo comeu e bebeu pelo menos três garrafas de vinho de boa qualidade, e uma de uma cachaça forte à base de mandioca trazida por Maranhão da viagem a São Luís. Em certo momento, já alcoolizado, Maranhão virou-se para Cardozo e disse:

- Chefe, nada posso fazer, mas faço questão de descer a rampa do Palácio do Planalto ao lado da chefa quando ela for embora.

- Quem disse que você não pode fazer nada? – perguntou Cardozo. E, em seguida, explicou o que ele poderia fazer: anular a sessão da Câmara que aprovara o impeachment. Disse como isso poderia ser feito. E ofereceu-se para redigir o ato que Maranhão assinaria como presidente da Câmara em exercício. Maranhão concordou com a oferta na hora. Alegou que não era jurista e que não poderia contar com a ajuda da equipe de técnicos da Câmara.

O ato que ele assinou lhe foi entregue antes do amanhecer de ontem.

Quanto ao encontro com Temer combinado na sexta-feira: Maranhão faltou. E sequer telefonou para se desculpar. Temer procurou-o em vão. Ele também combinara se encontrar com o ex-senador José Sarney (PMDB-MA), aliado de Temer. Faltou ao encontro. Por volta das 21h30 do domingo, Sarney procurou-o para dizer que era tarde e que iria dormir. Em vão.
Flávio Dino, Dilma Rousseff e Waldir Maranhão (Foto: Divulgação)

Brasília virou casa da mãe Joana: Waldir Maranhão anula votação do impeachment de Dilma


Waldir Maranhão, que assumiu a presidência após afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acolheu os argumentos do advogado-geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, por entender que ocorreram vícios no processo de votação, tornando nula a sessão.
Ele considerou que os partidos políticos não poderiam ter fechado questão ou orientado as bancadas a votarem de um jeito ou de outro sobre o processo de impeachment. “Uma vez que, no caso, [os deputados] deveriam votar de acordo com suas convicções pessoais e livremente”, diz nota do presidente interino divulgada à imprensa.
Maranhão também considera que os deputados não poderiam ter anunciado publicamente os votos antes da votação em plenário em declarações dadas à imprensa. Considerou ainda que o resultado da votação deveria ter sido formalizado por resolução, como define o Regimento Interno da Casa.
Governo
O vice-líder do governo, Sílvio Costa (PTdoB-PE) foi o primeiro a comentar a medida e comemorou o que chamou de “decisão constitucional”, mas lembrou que agora é preciso aguardar o posicionamento do presidente do Senado, Renan Calheiro (PMDB-AL).


com informações de udes filho

Anuncie!