Como prometeram, vigilantes de escolas públicas do Estado acampam em frente a Seduc, em São Luís

Fachada da Seduc-MA, em São LuísCerca de 150 vigilantes que prestam serviço em escolas públicas do Estado, em Bacabal e outras cidades, estão desde as primeiras horas desta segunda-feira (2) acampados em frente ao prédio da Seduc, em São Luís.Como já foi amplamente divulgado pela imprensa, através do sindicato da categoria, eles reivindicam o pagamento dos seus salários atrasados,  que estavam prestes a completar 8 meses. No entanto, na última sexta-feira (27) a empresa Colt Brasil os repassou o salário referente ao mês de agosto de 2014.
Vigilantes acampados em frente ao prédioda Secretaria de Estado da EducaçãoVigilantes acampados em frente ao prédioda Secretaria de Estado da Educação

Os servidores de Bacabal seguiram viagem de ônibus fretado, por volta das 3 horas da madrugada. Neste momento Benedito Raposo, presidente do Sindicato dos Vigilantes do Estado do Maranhão (SINDVIGMA), está reunido na sede da Seduc com a secretária de Estado da Educação, Áurea prazeres.

Vigilantes de Bacabal prontos para seguirem viagem atéSão LuisEntenda o caso

Com sete meses de seus vencimentos em atraso esses profissionais foram deixados relegados à própria sorte pela gestão Rosena Sarney, entretanto, a nova gestão não havia até aqui demostrado interesse em solucionar o problema. Por essa razão o prédio da Unidade Regional de Educação de Bacabal, localizado na rua 28 de Julho, foi ocupado por parte dos servidores da Colt Brasil Segurança Privada desde a manhã da do dia 24 de fevereiro.

Sem salários e ocupando o prédio da URE/BacabalNa reunião que aconteceu na semana passada com o representante do sindicato da categoria ficou decido que a paralisação continuaria e, que, se até sexta-feira (27) não fosse resolvido a questão, vigilantes de todas as regionais se deslocariam até a capital e ficariam acampados em frente ao prédio da Secretaria de Estado da Educação (SEDUC), como de fato acontece.

Além dos que prestam serviço na regional de Bacabal, servidores das URE de Viana, Chapadinha e Timon, também paralisaram suas atividades. A qualquer momento novas informações...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!