Suspeito de assassinar o sargento Prisca, 'Dieguinho' morre em confronto com policiais no Residencial Nova Terra



A vida de crimes do suspeito de assassinar o sargento José Ribamar Prisca da Silva, do 13º BPM, chegou ao fim na noite de segunda-feira(22). 

Ao ser abordado por policiais, no Residencial Nova Terra, em São José de Ribamar, ‘Dieguinho’ reagiu e foi alvejado por vários disparos no peito. Ele foi levado ao Socorrão II na própria viatura da PM, mas não resistiu e morreu ao dar entrada.
O sargento Prisca era do serviço velado e foi assassinado na tarde de segunda(22), em frente à sua residência, no bairro J. Câmara, em São José de Ribamar. O principal acusado de efetuar quatro disparos contra o sargento, ‘Dieguinho’, estava em uma moto em companhia de outro comparsa, que ainda não foi identificado.
‘Dieguinho’ havia sido preso no último sábado, por porte ilegal de arma, mas foi liberado em seguida. Ele já tinha várias passagens por delegacias de polícia e era considerado de alta periculosidade.
O sargento ‘Prisca’, pelas informações de policiais, já vinha recebendo ameaças de morte há alguns dias. Nas semana passada, um filho do militar teria sido alvo de tentativa de homicídio.
Outro policial que trabalhava com o sargento Prisca, o cabo Everaldo, também do serviço velado, estaria sendo ameaçado de morte por traficantes de São José de Ribamar.
 
com informações de Gilberrto Lima

TV METROPOLITANA 58 E TV ALTERNATIVA 35

Participe de nossa programação envie sua sugestão de pauta ou denuncia para 98 981913020 Whatsapp.