Ricardo Murad assume Segurança sem cumprir metade das promessas feitas na Saúde

Numa jogada que deve ser sentida principalmente por prefeitos do interior do Maranhão, o deputado licenciado e secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, assumiu oficialmente a Secretaria de Segurança Pública, nesta-sexta-feira (4), e deve acumular as duas funções até o final de dezembro deste ano, quando deixa ambas as Pastas, independente de quem seja eleito em outubro próximo.
Embora não possua qualquer entendimento de como gerenciar a SSP/MA, Murad assumiu o comando do coração do Governo Roseana Sarney, que enfrenta grave crise, mesmo sem ter cumprido sequer as principais promessas de trabalho da outra Pasta, a da Saúde: a construção dos sonhados 72 hospitais e a complexa entrega do Pam Diamante e do Hospital Estadual de Alta Complexidade Dr. Carlos Macieira, ambas inseridas no ‘britânico’ programa Saúde é Vida, e consumidoras de milhões do bolso do contribuinte maranhense.

Comando de Ricardo Murad na SSP/MA deve apontar, principalmente, em direção aos municípios do Maranhão. Foto: Nestor Bezerra
GUARDIÃO Comando de Ricardo Murad na SSP/MA deve apontar, principalmente, em direção aos municípios do Maranhão. Foto: Nestor Bezerra
Das três, a principal promessa lançada pelo duplo secretário era construir e entregar, prontos para uso, 72 hospitais no Maranhão: 64 hospitais de 20 leitos; 8 hospitais de 50 leitos; 2 hospitais de 100 leitos; e 1 hospital de 150 leitos. Até o momento, nem mesmo a metade das unidades foram entregues.
No final de 2011 e 2012, Ricardo Murad chegou a garantir, em nota distribuída à imprensa, que no final daqueles anos todos os hospitais do programa ‘Saúde é Vida’ estariam concluídos. Além de não ter cumprido a requentada promessa, ele ainda carrega sob sua caneta a existência de casos de hospitais onde as obras estão paradas ou não foram inauguradas.
O novo secretário de Segurança do Maranhão enfrenta ainda um relatório da Controladoria Geral do Estado, órgão do Governo do Maranhão, que aponta de forma cristalina fraudes em licitações realizados pela sua gestão na Saúde, dentre elas um forte esquema de direcionamentos de certames, como os que determinaram a escolha das empresas Dimensão Engenharia Ltda, Lastro Engenharia Ltda e J.N.S Canaã, para contratos estimados em quase R$ 600 milhões.

com informações do atual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV METROPOLITANA 58 E TV ALTERNATIVA 35

Participe de nossa programação envie sua sugestão de pauta ou denuncia para 98 981913020 Whatsapp.