IPTU EM DIA - SÃO JOSÉ DE RIBAMAR

Aeronave desaparecida ainda é um mistério inquietante

A aeronave foi monitorada pela última vez voando em direção ao Estreito de Malaca.

Militares da Malásia acreditam que o avião que desapareceu há quase quatro dias com 239 pessoas abordo teria seus pilotos sido forçado a mudança de rota e voou por mais de uma hora após desaparecer das telas do controle de tráfego aéreo, viajando para oeste, sobre o Estreito de Malaca, segundo uma fonte militar.

Equipes buscam avião malaio desaparecido
As autoridades inicialmente disseram que o vôo MH370 desapareceu cerca de uma hora depois de decolar de Kuala Lumpur com destino a Pequim. Nesse momento, ele estava mais ou menos a meio caminho entre Kota Bharu (Malásia) e a ponta sul do Vietnã, a uma altitude de 35 mil pés (10.670 metros).

"Ele mudou de rota após Kota Bharu e assumiu uma altitude menor. Ele foi para o Estreito de Malaca", disse à Reuters a fonte militar, sob anonimato, após receber informações sobre as investigações. O Estreito de Malaca, uma das mais movimentadas rotas marítimas do mundo, separa a parte continental da Malásia (e também Cingapura) da ilha indonésia de Sumatra.

O jornal malaio Berita Harian publicou nesta terça-feira, 11, declarações do comandante da Força Aérea, brigadeiro Rodzali Daud, dizendo que o Boeing 777 da Malaysia Airlines foi detectado pela última vez pelo radar militar às 2h40 do sábado 8 (horário local), perto da ilha de Pulau Perak, no extremo norte do estreito, a uma altitude em torno de 29,5 mil pés (9 mil metros). Uma fonte não militar familiarizada com as investigações disse que a informação está sendo checada.

O horário citado por Rodzali equivale a uma hora e dez minutos depois de o avião sumir das telas do controle de tráfego, sobre o chamado ponto Igari, a meio caminho entre a Malásia e o Vietnã. Não se sabe o que aconteceu com o aparelho depois disso.

Se os relatos dos militares estiverem corretos, isso significa que o avião seria capaz de manter uma altitude de cruzeiro e voar por cerca de 500 quilômetros com o transponder e outros sistemas de localização aparentemente desligados.

Depois de inicialmente focar as buscas no mar do Sul da China, a Malásia ampliou a operação de busca do avião para o Estreito de Malaca.

Terrorismo. A CIA, principal órgão de inteligência do governo americano, não descarta a hipótese de terrorismo no desaparecimento do avião. O diretor da agência, John Brennan, disse nesta terça-feira, em Washington, que as autoridades malaias devem trabalhar com todas as teorias para investigar o sumiço do avião.

"Você não pode descartar nada", disse Brennan. "Nossos homólogos malaios estão fazendo o possível para descobrir o que ocorreu, mas claramente ainda é um mistério."/ REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PROGRAMA DANIEL DE JESUS - TV METROPOLITANA 58 E TV ALTERNATIVA 35

Participe de nossa programação envie sua sugestão de pauta ou denuncia para 98 981913020 Whatsapp.