Suíça realiza neste domingo referendo sobre 'imigração em massa' de europeus

Os suíços devem se pronunciar neste domingo (9), em um referendo de iniciativa popular, a favor ou contra a "interrupção da imigração em massa", que tem como alvos principais os cidadãos da UE (União Europeia), o que poderia levar a um confronto com Bruxelas — sede do bloco europeu.

A última pesquisa revela que os defensores do "sim" no referendo, promovido pelo partido de direita UDC (União Democrática do Centro) ganharam terreno sobre o "não", o que anuncia uma disputa acirrada.

Se o "sim" vencer, será um caos, estimou o professor de Ciências Políticas suíço Pascal Sciarini, segundo quem as relações da Suíça com a UE serão comprometidas.

A Suíça, um país de 8 milhões de habitantes, não faz parte da União de 28 países europeus, mas é cercada por países da UE.

Com uma economia próspera, o país assinou com Bruxelas acordos bilaterais segundo os quais deve abrir seu mercado de trabalho aos 500 milhões de habitantes da UE.

Se o "sim" vencer, estes acordos deverão ser revisados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!