Escolas ficaram fechadas durante a Copa de 2014

Os estudantes de escolas municipais, estaduais, faculdades e universidades vão estar de férias durante toda a Copa do Mundo de 2014, que terá jogos em alguns estados brasileiros. Por conta do evento esportivo mundial, o ano letivo para alunos de escolas e faculdades privadas irá começar em janeiro, já as escolas públicas estaduais, as aulas só iniciam em março, para as escolas municipais e universidades públicas, o calendário do ano letivo de 2014 ainda não foi divulgado.

A possibilidade de alteração no calendário escolar da rede de ensino pública e privada está garantida pela Lei Nº, a Lei Geral da Copa. Por essa lei, os sistemas de ensino dos locais que vão receber os jogos da Copa do Mundo de 2014 podem readequar o ano letivo, desde que não reduzam o número de horas previsto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

Mesmo não recebendo jogos da Copa do Mundo, em São Luís, as escolas públicas e privadas de São Luís, aderiram à Lei da Copa, reajustando o período de férias para conciliar com o período de realização do evento esportivo.

A maioria das escolas, faculdades e universidades particulares da capital, vão iniciar o ano letivo no dia 13 de janeiro e entrarão de férias em 12 de junho de 2014, fazendo com que o período de férias seja o período em que os jogos serão realizados. Já no segundo semestre, as aulas serão retomadas no dia 21 de julho, com previsão de termino no dia 20 de dezembro.

O presidente do Sindicato das Escolas Particulares do Maranhão, Raimundo Figueiredo, afirmou que o calendário do ano letivo de 2014 é de responsabilidade das escolas, e que a maioria decidiu iniciar as aulas na segunda quinzena de janeiro, principalmente do Ensino Médio por causa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no fim do ano.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação (Semed), o calendário do ano que vem será concluído na próxima semana, mas os 200 dias letivos de aula de 2014, já estão garantidos. As férias dos discente e docente no meio do ano serão no mesmo período de realização da Copa do Mundo.

Nas escolas estaduais, o calendário foi alterado por causa da greve dos professores, que fez com que as aulas tenham previsão de término em meados de fevereiro. No novo calendário de 2014, as aulas começarão no dia 6 de março. Já as férias também estarão compreendidas no período de 12 de junho a 11 de julho, mesmo período da Copa, sendo de 12 de junho a 11. O encerramento ano letivo de 2014 tem previsão para 9 de fevereiro de 2015.

Segundo a Secretaria de Educação Estadual (Seeduc), os 200 dias letivos dos alunos estão assegurados e que os dias de sábado não serão necessários para repor aulas.

Para a universitária Conceição Castro, de 32 anos, a antecipação das férias por causa da Copa, vai acabar prejudicando os compromissos dela, que sempre eram marcados no tempo normal de férias da universidade.

“Acredito que a universidade não pode impor que a gente altere toda uma rotina por causa de uma competição de futebol. Foi horrível essa antecipação do calendário. Pela rotina que tenho, me sinto prejudicada. Acredito que eles deveriam ter planejado antes para ter nos informado.” disse Conceição Castro.

Para o aluno de escola pública, Vinicius Soares, a antecipação das férias, é mais que importante, porque asim os alunos vão ficar despreocupados e poderão assistir aos jogos de forma tranquila.

“Concordo com a antecipação das férias, porque o futebol é uma cultura dos brasileiros e afinal de contas, a Copa do mundo será no Brasil, então todos gostam de assistir aos jogos” disse Marcos Vinicius.

Aprendendo com a Copa

De acordo com a pedagoga Samia Priscila, os alunos não serão prejudicados durante a Copa do Mundo, porque as férias estão apenas sendo antecipadas, mas os professores podem aproveitar o evento esportivo para trabalhar em sala, de forma positiva.

“Eu acredito que os alunos não serão prejudicados durante a Copa porque as férias apenas serão antecipadas. Os professores podem aproveitar a oportunidade de trabalhar de forma dinâmica sobre o tema Copa do mundo” disse a pedagoga Samia Priscila.

A pedagoga concluiu dizendo que, os professores podem utilizar o tema Copa do Mundo e pedirem para alunos elaborarem maquetes de campos de futebol, mostrar a física dentro do campo, as cores das bandeiras dos países que vão jogar, a matemática da quantidade de jogadores em campo, bem como de torcedores. São inúmeras formas em que o professor pode utilizar a temática para que a Copa do Mundo seja instrumento de aprendizado.

com oimparcial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!