S.O.S SMTT: usuários de táxi da região do Itaqui-Bacanga reclamam de abusos


Leitores denunciam abusos de taxistas no Anjo da Guarda
Usuários de táxi da área do Itaqui-Bacanga, em particular no Anjo da Guarda, denunciaram ao Blog do Robert Lobato  o que consideram “palhaçada” e “completo descaso das autoridades” em relação à forma como taxistas estão fazendo a cobrança das corridas na região.
Segundo os passageiros, os valores das corridas são cobrados de forma “fechada” e não com base no taxímetro.
“Robert, o problema é que os taxistas do bairro do Anjo da Guarda estão cobrando dos clientes valores fechados para destinos nas localidades adjacentes. Eu fui vítima dessa falta de respeito ao consumidor. Ao pegar um táxi em frente à Feira do Anjo da Guarda, depois de uns de 200 metros perguntei ao taxista se não iria ligar o taxímetro, no que tive como resposta: ‘não está aferindo devido o carro ser novo’; e disse que do ponto que peguei até a entrada da Mauro Fecury I, daria R$ 20,00 a corrida. Ainda tente argumentar que aquilo estava errado,mas não teve jeito”, disse um cliente ao blog.
Pior que esse tipo de situação é mais comum do que se pode imaginar em São Luis.
Via de regra os serviços de táxis são prestados sem qualquer fiscalização por parte do poder público, seja do estado ou do município. Claro que há bons profissionais, mas há verdadeiros bandidos conduzindo táxis em São Luis.
O Sindicato dos Taxistas é inoperante até mesmo para defender os interesses da categoria, imagina em se preocupar com o conforto e com o respeito ao consumidor. Alguns condutores reclamam que há anos não há aumento nas tarifas, mas um reajuste sem fiscalização por parte da prefeitura para que a população possa contar com mais qualidade e profissionalismo no setor, só causaria mais indignação dos clientes.
Como usuário frequente de táxis, sei bem o que acontece neste tipo de serviço.
Os consumidores cobram maior fiscalização por parte da Blitz Urbana nos pontos do Anjo da Guarda, tanto para coibir os eventuais abusos de taxistas quanto impedir a exploração do serviço por táxis clandestinos.

do blog de Roberto Lobato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!