Polícia Militar e Exército destroem armas apreendidas no Estado


Armas foram aprendidas nos últimos meses no Estado.
Próxima destruição está marcada para novembro.

  com informações da TV Mirante

Duas mil e cem armas apreendidas no Maranhão foram destruídas pelo exército, na manhã desta terça-feira (17), em São Luís. Elas foram apreendidas em operações das polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal. Alguns dos exemplares destruídos são brasileiros, mas entre as armas estavam algumas de fabricação internacional.
Este ano em todo o Estado, somente a Polícia Militar apreendeu 476 armas de fogo. Em 2011, foram 2.230. As apreensões, segundo o comandante da Polícia Militar, não param. Na manhã desta terça foram dois revólveres calibre 38 apreendidos na Vila Embratel, pelo serviço de inteligência da Polícia Militar do Maranhão (PMMA).
De acordo com o Cel. Franklin Pacheco, essa grande apreensão se deve ao aumento no número de ações para inibir o número de armas de fogo em todo o Estado. “A gente passou a combater as quadrilhas de assalto a banco, carros-fortes e instituições bancárias. As nossas barreiras se tornaram mais sucessivas, permanentes até”, afirmou.
A ação faz parte de um programa de desarmamento desenvolvido pelo Exército Brasileiro. “Essa destruição marca uma ação sinérgica de todos os órgãos de segurança pública, sejam em nível federal, estadual ou municipal. Todas as apreensões, depois que passam pelo processo judicial, são encaminhadas ao Exército para destruição”, explicou Flávio Peregrino, comandante do 24º BC.
O termo de destruição foi assinado pelos comandantes do 24º BC e da PMMA. Dois tratores, cada um com um rolo compressor, foram utilizados. “Quando chegam lá no Exército elas são praticamente destruídas, para que não possam mais serem utilizadas, veem para cá, para passarmos as máquinas e depois vão para o forno”, acrescentou Peregrino.
Esta foi a primeira destruição do ano. A próxima está marcada para o mês de novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!