Incêndio em favela mata quatro pessoas na zona sul de São Paulo





São Paulo - Três crianças e um adolescente morreram, no começo da tarde de hoje (13), em um incêndio na Favela Diogo Ramires, na altura do número 500 da Avenida Yervant Kissajikian, no bairro de Santo Amaro, zona sul de São Paulo. Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio teve início por volta das 13h15. O fogo foi extinto às 14h30 pelos dez carros da corporação enviados ao local.
De acordo com a Defesa Civil, o incêndio atingiu cinco barracos, sendo que dois deles ficaram totalmente destruídos. A subprefeitura  de Santo Amaro, por outro lado, informou que, até o momento, 16 pessoas estão desabrigadas por conta do incêndio. A subprefeitura ainda não sabe informar quantas pessoas moram nessa favela.
Neste momento, equipes da Defesa Civil, da Subprefeitura de Santo Amaro, da polícia e dos Bombeiros fazem uma vistoria no local para avaliar a quantidade de barracos que foram destruídos ou atingidos pelo incêndio e tentar determinar as causas do incêndio, ainda desconhecidas.
Os incêndios em favelas de São Paulo têm sido frequentes. Em fevereiro deste ano, um incêndio na Vila Guilherme (zona leste) matou duas pessoas. Outro em favela na região do Ipiranga (zona sul) destruiu 25 barracos. Em dezembro, a Favela do Moinho (região central) pegou fogo, deixando cerca de 300 famílias desabrigadas e um morto.
Na ocasião, o prefeito Gilberto Kassab disse que 10% dos moradores da cidade de São Paulo residiam em áreas inadequadas, mas que a situação não era nova. “É importante que se tenha plano diretor e sequência nas ações”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!