Exame de balística comprova que arma foi utilizada para matar Décio Sá




Está marcada para terça-feira, 17, a entrega do laudo do exame de comparação balística feita na arma que executou o blogueiro e jornalista, Décio Sá, na noite do dia 23 de abril, na Avenida Litorânea. A pistola ponto quarenta foi encontrada no dia 5 de julho enterrada na duna da Praia de São Marcos, segundo a polícia, estava enferrujada e com a numeração e o brasão raspados. Até o momento, os peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) não identificaram a origem da arma e, possivelmente, será encaminhada para Brasília.

O diretor do Icrim, Carlos Henrique Roxo, falou que o laudo de comparação balística feita na pistola será entregue para a comissão de delegados, que estão investigando a morte do jornalista e, posteriormente, vai ser anexado junto ao processo. Roxo ainda disse que durante essas duas semanas, os peritos do Icrim realizaram uma série de exames na arma e justamente o de comparação balística comprovou de fato que essa arma foi usada por Jhonatan Silva.
 
com informações de o imparcial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!