Em troca de tiros com policiais do GTA, dois assaltantes são atingidos



Mais um assaltante é morto pela Polícia Militar em menos de uma semana. Desta vez, o criminos identificado apenas por "Cabeludo" foi alvejado por integrantes do Grupo Tático Aéreo (GTA) quando assaltava em companhia de Marcelo Silva Costa, na Avenida Principal do Jardim América, na área da Cidade Operária, na manhã desta quinta-feira, 11. Segundo informações da polícia, Marcelo Silva também foi alvejado e até o momento corre risco de morte, no Socorrão II, na Cidade Operária.

A polícia também informou que a dupla começou ainda na madrugada de quinta-feira fazendo um verdadeiro arrastão pela cidade. Um dos primeiro alvo dos assaltantes foi justamente o roubo de um veículo Fiat Uno, de placa HOP-7323, na Rua São Luís, no Sacavém, justamente no bairro onde eles moram.

Dessa localidade, eles circularam pelas principais avenidas de São Luís assaltando, principalmente, as pessoas que estavam nos pontos de coletivos. Por volta das 6h, eles estavam agindo na área da Cidade Operária onde roubavam bolsas, documentos, celulares e outros objetos de valor. Nesse momento, passou uma viatura do GTA e uma das vítimas da dupla informou aos policiais que tinha sido assaltada. Os policiais ao fazerem uma busca nessa localidade se deparam com a dupla e ainda foram recebidos a bala.

Durante a troca de tiros os assaltantes foram alvejados e "Cabeludo" veio a falecer no local, enquanto, Marcelo Silva foi levado para o Socorrão II. Segundo informações da assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública, ele estava sendo submetido a tratamento cirúrgico e corria risco de morte. Até o fechamento desta edição, o corpo de "Cabeludo" estava no Instituto Médico Legal (IML).

O caso foi registrado no 18º Distrito Policial, Cidade Olímpica, onde o delegado Valter Wanderley está tomando as devidas providências. A polícia já informou que essa dupla faz parte da quadrilha do "Gaspar" que age principalmente na área da Cidade Operária.

Memória
Milton de Sousa Silva, de 20 anos, que morava na Rua do Sol, quadra 12, nº 08, Vila Ariri, se deu mal. Segundo informações da polícia, a vítima em companhia de mais um homem, não identificado, estavam assaltando os clientes, que estavam em um quiosque, localizado na Avenida Moçambique, no Anjo da Guarda, nas proximidades da Praça do Canhão, e durante troca de tiros com policiais militares foi alvejado e acabou morrendo, no final da manhã da última sexta-feira, 6.

O tenente da PM Itamar Ramos disse que Milton Silva era um dos conhecidos da polícia e tinha como parceiros "Dentinho" e "Pipoca". Inclusive, esse trio costumava agir na área do Anjo da Guarda, principalmente, comércio e transeuntes.

Recanto Verde
O comerciante, identificado apenas como "Edmundo", foi morto a tiros na cabeça e ainda a golpes de faca nas costas. Segundo o delegado do 11º Distrito Policial, Solon Ribeiro, o corpo foi encontrado em um matagal, que fica localizado entre o bar da vítima e a casa onde morava, no Recanto Verde, Vila Itamar, na manhã de quinta-feira, 11.

O delegado informou que somente este mês é o segundo proprietário de bar, localizado nessa região a ser morto por homens não identificados. No dia 1 de julho, o dono do bar "Flor", Eleilson Araújo dos Santos, foi alvejado nas proximidades do bar do "Mendonça" por três homens, que chegaram ao local em um veículo de placa não identificada.

Na noite de quarta-feira, 10, o filho desse comerciante, Renato Almeida, no momento, que estava fazendo uma entrega de material no comércio de Edmundo foi surpreendido por homens não identificados. Eles efetuaram alguns tiros contra Renato Almeida, mas, apenas um dos tiros passou de raspão pela cabeça dele e até o momento está internado em um hospital da capital.

Solon Ribeiro também falou que pelo fato de Edmundo ter presenciado toda a ação que teve como vítima Renato Almeida acabou sendo morto. "Acredita-se que os autores do crime da vítima foram as mesmas pessoas que disparam contra Renato e isto não temos dúvidas. A polícia está trabalhando em cima do caso para desvendar esses crimes na área do Recanto Verde".
Com informações do Imparcial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!