Prefeito é extorquido por fotos com prostituta


A Polícia Civil prendeu um casal acusado de extorquir o prefeito de um município do interior de Mato Grosso. A prisão ocorreu na noite de sexta-feira em Cuiabá. O casal Eurípedes Dias dos Santos, 34 anos, e Patrícia Marques Magalhães, 24 anos, exigiam R$ 20 mil para não divulgarem fotos íntimas da vítima.A extorsão começou logo depois de uma viagem do prefeito a Brasília, onde conheceu Santos e uma garota de programa chamada Poliana - ainda não identificada pela polícia. O prefeito alega que, no encontro, o casal teria colocado algo em sua bebida que o fez dormir. A polícia suspeita que, nesse momento, Santos tirou a roupa e forjou uma cena de intimidade com o prefeito e a garota de programa em uma cama.
O prefeito chegou a pagar R$ 5 mil aos golpistas, e mesmo assim continuou a ser chantageado. Na sexta-feira, o acusado foi até Cuiabá para tentar conseguir mais dinheiro do prefeito. Dessa vez, ele exigia R$ 20 mil.
No entanto, o político procurou a polícia e denunciou a extorsão, que durou quase 2 meses. As ligações do prefeito passaram a ser monitoradas. A polícia acompanhou o encontro entre vítima e suspeitos, no Hotel Alvorada. No local, o político, que foi obrigado a pagar a conta do casal, chegou a entregar R$ 500 para a mulher que acompanhava Santos.
Minutos depois, os investigadores abordaram a mulher e encontraram o dinheiro. As cédulas entregues pelo prefeito haviam sido marcadas e serviram de prova.
O casal foi autuado em flagrante por crime de extorsão, com pena de reclusão prevista de quatro a oito anos. Santos foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) e a mulher ao presídio feminino Ana Maria do Couto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!