Morre o jornalista Udes Cruz, fundador do jornal ATOS E FATOS






Vítima de parada cardíaca, morreu, aos 60 anos de idade, na madrugada de sábado, na UTI do Hospital Aliança, o jornalista Udes Lemos da Cruz, fundador e proprietário do jornal ATOS E FATOS. Ele foi secretário de Comunicação no governo Zé Reinaldo e diretor de Comunicação da Câmara Municipal de São Luís durante a administração do ex-vereador Raimundo Nonato Assub.
Udes Cruz estava internado naquela casa de saúde desde o dia 23 de dezembro, em decorrência de uma crise renal, por conta da diabetes. Nesse dia, ele estava em trabalho político na cidade de Pirapemas, quando se sentiu mal e foi transferido às pressas para São Luís, pela ex-prefeita Selma Pontes.
Ao longo da vida, Udes teve papel importante no jornalismo do Maranhão. Trabalhou nos extintos Jornal do Povo, O Jornal e Jornal de Hoje. Em 1984, fundou ATOS E FATOS, no formato de revista, passando depois para jornal quinzenal.
Era casado com a pedagoga Rosário de Fátima Azevedo Cruz, com quem teve os filhos Udes Filho (jornalista), Jusse Cruz, (jornalista e professora universitária na Itália) e Saile e Maira, ambas advogadas. É pai também de Hilário Cruz Neto.
Uma grande perda para o jornalismo maranhense.

fonte: OQuartoPoder

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!