SALÁRIO MÍNIMO AUMENTARÁ EM 2012



Deputado elogia governo que aumentou valor do salário mínimo para 2012

O deputado Waldir Maranhão (PP-MA) elogiou a iniciativa do governo que elevou a previsão do salário mínimo de R$ 619,21 para R$ 622,73 no próximo ano. A alteração do valor, segundo o vice-líder do governo na Câmara, consta no ofício encaminhado ontem (21) ao Congresso Nacional pelo Ministério do Planejamento.

A determinação consta da atualização dos parâmetros econômicos utilizados na elaboração da proposta orçamentária para 2012, a ser votada em dezembro. A diferença de R$ 3,52 deve-se à revisão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deste ano. “Entendo que o valor ainda é pouco, mas bastante significativo para que os trabalhadores possam ter no futuro próximo um mínimo que possa cobrir suas despesas mais básicas”, observou Waldir.

“E vale também uma explicação: o valor também está condicionado ao crescimento do país. O governo rebaixou o crescimento para este ano, indicando que a previsão para o PIB caiu de 4,5% para 3,8% em 2011, mas manteve o valor do próximo ano (5% em 2012)”.

A proposta orçamentária foi elaborada com uma previsão de INPC de 5,7%. O indicador, que mede a inflação, somado à taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010, de 7,5%, projetou um mínimo de R$ 619,21 no texto original. Isso representou o equivalente a um aumento nominal de 13,6%. Segundo informa a “Agência Câmara”, a atualização elevou a inflação medida pelo INPC para 6,65%. Com a mudança, o aumento nominal sobe para 14,26% frente ao valor atual, que é de R$ 545.

A projeção de aumento do INPC impacta os benefícios assistenciais e previdenciários, iguais ou acima do mínimo. Para os benefícios da Previdência, a previsão de reajuste subiu de 5,7% para 6,3%, portanto, abaixo do INPC de 2011. No geral, o governo estima que os gastos com o Regime Geral da Previdência Social (RGPS) no próximo ano vão subir de R$ 313,9 bilhões, número que consta no projeto original, para R$ 320,4 bilhões. A diferença terá que ser coberta pelo relator-geral da proposta orçamentária, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!