FOI DECRETADA A PERDA DA FUNÇÃO PÚBLICA, PORTANTO BIA NÃO É MAIS PREFEITA

No relatório da sentença que decreta a perda da função pública de Bia Aroso, a juíza Jaqueline Caracas alerta: " a sociedade luminense espera é um agente probo e que atenda aos princípios que regem a Administração Pública e a todo o arcabouço legislativo correspondente, em especial os da legalidade e da moralidade". Bia Aroso é uma larápia que não deveria ficar sequer mais um segundo a frente do Paço do Lumiar.

Ao dosar a pena a MM. Juíza considerou "a personalidade, a vida pregressa na Administração Pública, o grau de participação no ilícito e os reflexos dos seus atos, a interferência no interesse público, extensão do dano e proveito material obtido". Bia Arôso é reincidente em tudo que não presta, sua presença no cargo de Prefeita é uma afronta e atrativo para as mariposas do Judiciário.

A sentença observa que Glorismar Rosa Venâncio "responde a inúmeros processos, todos por práticas que violam o interesse público e que atentam contra os princípios de administração pública, tanto é que já foi afastada do cargo por duas vezes, por decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão". Agora, qual desembargador diante das provas periciais vai arriscar a toga?

Finalizando mata "O fato imputado é de extrema gravidade e revela o ânimo da demandada de lesar o patrimônio público de forma significativa. Assim de acordo com o artigo 12, inciso II,da Lei 8.429/92, aplico as seguintes sanções: a) Perda da função Pública de Prefeita do Paço do Lumiar...".

A recomendação é para aguardar o trânsito em julgado da sentença proferida(15 dias). A orquestração procrastinatória em andamento, dando conta que ela continuará Prefeita é coisa dos "jornalistas", "radialistas", "apresentadores" e blogueiros da Lista Santa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!