Corrupção aumenta a pobreza no Maranhão e em todo o país

O secretário de Estado de Articulação Política, Hildon Rocha, usou sua página na rede social para escrever de forma equivocada sobre a probreza no Maranhão.

Descendente de família política, Rocha aponta como causa da pobreza “fatores históricos, econômicos, culturais, geográficos, antropológicos e políticos”.

Secretário Hildo Rocha

Secretário Hildo Rocha
“É uma ingenuidade muito grande discutirmos um assunto de tamanha importância apontando um culpado. Todos nós somos responsáveis, de uma forma ou de outra, pela situação social do nosso estado. Nós somos o estado”, escreveu ele.

O secretário teve uma visão curta da questão ao não apontar como principal responsável pela pobreza o desvio dos recursos públicos., o enriquecimento ilícito da maioria dos políticos e de empresários safados.

Se os recursos dos tesouros estadual e municipal fossem empregados para o público, não teríamos essa situação de extrema pobreza.

Enquanto uns ficam ricos, a maior parte fica cada vez mais pobre. Imaginem se todo o dinheiro público fosse realmente aplicado na sua devida finalidade, não teríamos problemas de saneamento e abastecimento de água potável, asfaltamento nas vilas e cidades, ausência de escolas e hospitais e um sistema de segurança razoável.

Se cada prefeito cumprisse seu papel e não misturasse o público com o privado, o cenário de cada municípoio seria diferente. Se cada governador ou governadora não metesse e nem deixasse ninguém colocar as mãos no jarro, a coisa seria diferente.

A corrupção, sim, senhor secretário, é, talvez, a maior causa de pobreza em nosso país, nos estados e nos municípios. Nós temos nossa parcela de culpa por elegermos muitos ladrões do erário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!