COMO ELA CONSEGUI FICAR LA ASSIM MESMO???...


Apesar das reiteradas denúncias de impropidade administrativa feitas pelo MP, a justiça permanece inerte em decidi-las. Das inumeras ações de improbidade administrativa que foram promovidas pelo MP, todas, aliás, pedindo, em carater liminar, o afastamento da prefeita Glorismar Rosa Venancio por extrema necessidade da instrução processual, conforme determina a lei, somente em duas delas a medida foi deferida pela juiza Jaqueline Reis Caracas, titular da 1° Vara de Paço do Lumiar, que afastou a prefeita do exercício do mandato, embora, em menos de dois dias, houvera retornado ao cargo por força de liminar concedida pela Desembargadora Nelma Sarney Costa, da 2° Câmara Civel do TJ.
As demais ações, com tantas outras gravidades nocivas à sociedade luminense, vêm sendo desde o ano passado empurradas com a barriga, pois todos os juizes que substituiram a juiza titular - de licença maternidade e licença prêmio por mais de um ano - até agora nada decidiram, fazendo com que a população revoltada com os sucessivos atos de corrupção administrativa perpetrados pela prefeita Bia Venancio fosse para as ruas, procurasse o Presidente do TJ e o Corregedor da Justiça para que alguma coisa pudesse ser feita.
Até agora, ao que se sabe, nada aconteceu, exceto a substituição do Juiz e o recebimento de uma apelação, embora tanto o presidente do Tribunal e o Corregedor-Geral da Justiça tivessem oficiado aos juizes cobrando explicações.
" Não se aguenta mais tanta desgraça aqui no Paço", declarou revoltada uma moradora, " As autoridades não se importam com o que está acontecendo aqui no Paço, por que todas elas estão protegendo a prefeita Bia", disse revoltado outro morador prejudicado com o abandono e a robalheira ao erário público. " Aqui existe ladrão de toda ordem; roubam as verbas do FUNDEB, do FPM, da Saude, dos Convênio, enfim... roubam tudo" denunciou uma jovem senhora.
É preciso que o Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto e o Corregedor-Geral da justiça, desembargador Antonio Guerreiro Junior, tomem uma urgente providência, com relação aos magistrado que hoje respondem pela 1° Vara da Comarca, no caso o Dr. Carlos Eduardo Coelho, pois o magistrado de outrora, Dr. André Bezerra Martins nada fez em defesa da sociedade luminense, ao contrário, sempre atendeu aos caprichos de Bia Venancio através dos seus pupilos que comandam os recursos públicos municipais.
È quase certo que as Associações irão ao CNJ denunciar a gravidade do fato em razão de omissão - que também é improbidade administrativa e crime - contra os juizes e dirigentes do a Tribunal maranhense, uma vez que a sociedade luminense não pode mais continuar sendo vitíma de uma das mais agressivas espoliações aos seus recursos financeiro, desviados, descaradamente, pela gestora municipal e seus assecla.

Ações que se acham em curso propostas pelo MP contra Glorismar rosa Venancio - a prefeita Bia venancio:

Ação Civil de improbidade Administrativa n° 14892010
Ação Civil de improbidade Administrativa n° 10762010
Ação Civil Pública n° 8692010
Ação Civil de Improbidade Administrativa n° 8552010
Ação Civil Pública n° 6252010
Ação Civil Pública n° 6242010
Medida Cautelar n° 622009
Ação Ordinária n° 942002
Ação Civil de Improbidade Administrativa n° 11542010
Procedimento Ordinário n° 1971999

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncie!