Dois acusados de assaltos a Vans foram presos pela PM neste domingo

Foram presos na manhã deste domingo dois homens acusados de cometer assaltos a Vans. Os assaltantes foram autuados em flagrante pela Polícia Militar.

Assim que foram presos pela polícia, as assaltantes foram encaminhados para o Plantão Central do Cohatrac.

Nove jovens do MA detidos com documentos falsos



Nove jovens de Lago da Pedra, interior do Maranhão, foram detidos em São Paulo depois que a polícia descobriu que eles usavam documentos falsos para tentar participar de peneiras e conseguir uma tão sonhada vaga em time de futebol. Seis deles tentaram tirar os documentos falsos em São Bernardo do Campo, o ABC paulista. MNa quinta passada, um outro jovem já havia seido preso pelo mesmo motivo.

“Eles tinham essa ilusão de que tendo a idade diminuída para 16, 17 anos, eles teriam acesso a essas peneiras e posteriormente aos contratos com clubes de futebol”, explicou o delegado André Santos Legnaioli. Está preso o diretor de esportes de Lago da Pedra, que não teve o nome divulgado.

“Eles vieram em companhia desse diretor de esportes e essa pessoa tinha conhecimento pleno de que eles estavam tentando pleitear junto aos órgãos públicos aqui do estado de São Paulo a obtenção de cédulas de identidade com base em certidões de nascimento falsificadas”, disse o delegado.

O grupo chegou do Maranhão há 15 dias e pretendia ficar em São Paulo por dois meses, para participar de peneiras em vários clubes. A primeira seria na próxima semana, no time de São Bernardo do Campo.

A Prefeitura de Lago da Pedra não se pronunciou sobre o assunto. Os adolescentes foram encaminhados para um abrigo. O juiz da Vara da Infância e da Juventude vai decidir quando eles voltam para o Maranhão. (Da redação, com agências)

Detran oferece preços especiais de veículos em leilão nesta sexta-feira


A segunda etapa do 1° Leilão de Carros, Motos e Sucatas de 2011, organizado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), será nesta sexta-feira (25), a partir das 10h, na sede da VIP Leilões, no km 7 da BR 135, no Distrito Industrial, em São Luís.

A primeira etapa do leilão, no sábado passado, contou com a presença de centenas de pessoas. Todos os 225 lotes de veículos ofertados pelo leiloeiro oficial do Maranhão, Vicente Albuquerque, foram arrematados. “O sucesso reforça o compromisso e a transparência dos organizadores em possibilitar bons negócios. Esse é o maior leilão do Detran e entra para a história pelo seu sucesso de vendas”, destacou.

Para esta sexta-feira, serão disponibilizando 300 lotes de carros, motos e sucatas. Os veículos foram apreendidos e estavam nos pátios do Departamento, em São Luís, e em diversas Ciretrans, onde se encontravam guardados por mais de 90 dias, não sendo reclamados pelos seus proprietários.

O próximo grande leilão do Detran em 2011 será realizado no município de Imperatriz no início do segundo semestre.

Leilão de sábado

O público presente no sábado estava diversificado e com grande expectativa. “É a primeira vez que participo. Hoje em dia temos que ver aquilo que está mais em conta e o leilão é uma ótima oportunidade”, comentou o motociclista Junior Marques Soares, que acompanhou o irmão no evento e adquiriu uma moto Honda 150.

Para o diretor geral do Detran-MA, Flávio Trindade Jerônimo, essa atividade é de grande importância para a população. “Demonstra que as pessoas, que não tem preocupação com o pagamento dos tributos, acabarão tendo os veículos sendo leiloados”, alertou.

Por outro lado, segundo o diretor geral, os que têm menos condições financeiras ou mesmo para o mercado específico de carros usados é uma grande oportunidade, para comprar e ter lucros. “É uma atividade que considero acessível, transparente e justa”, destacou Trindade.

Em nota, Governo reafirma disposição para a negociação com Polícia Civil


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), reafirma disposição para a negociação com o Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol). Nesta terça-feira (22), o governo entregou proposta à categoria, dentro da disponibilidade orçamentária do Estado e da Lei de Responsabilidade Fiscal.

A SSP esclarece que, mesmo com a manutenção da greve, todas as delegacias estão funcionando com o efetivo necessário para o atendimento à população. Para registros de ocorrências, perda, extravio ou furtos de documentos e/ou pequenos aparelhos eletroeletrônicos, como celulares e notebooks, a SSP também disponibiliza o serviço da Delegacia On line, por meio do endereço eletrônico www.delegaciaonline.ma.gov.br.

No documento entregue ao Sinpol, o Governo propôs aumento de 5%, a ser incorporado nos vencimentos como horas extras já neste mês de abril. Mais 5% deve ser acrescentado a partir do mês de julho deste ano, de acordo com a arrecadação fiscal do Estado. Esse total de 10% de aumento deverá ser incorporado, a partir de janeiro de 2012, no subsídio da categoria.

Também foi proposta a incorporação do vale alimentação para os motoristas e operadores de rádios, categorias incluídas nos quadros da Polícia Civil pelo Governo Roseana Sarney.

Em relação aos reajustes das gratificações, o Governo informou que a Seplan está desenvolvendo um estudo para avaliar as demandas de todas as categorias de servidores públicos estaduais. O Governo deve discutir uma proposta de melhoria remuneratória para a Polícia Civil a ser implantada em 2012, por meio de uma Lei com previsão orçamentária legal, que deve ser formulada ainda este ano e encaminhada ao Poder Legislativo para avaliação e aprovação.

Compromisso

O secretário Aluísio Mendes reafirmou o compromisso da governadora Roseana Sarney com a melhoria das condições dos profissionais de Segurança Pública e em manter um canal direto de negociação com a categoria da Polícia Civil. “O Estado tem interesse em viabilizar e está fazendo tudo possível para que sejam atendidas as reivindicações da classe, dentro da disponibilidade orçamentária do Estado e a Lei de Responsabilidade Fiscal”, frisou.

Aluísio Mendes disse acreditar que deva prevalecer o bom senso da categoria em discutir e analisar as propostas oferecidas pelo Governo, para que seja oficializado um acordo que atenda satisfatoriamente ambos os lados, e, principalmente, para que a população não seja prejudicada com o movimento grevista. “Temos a convicção de que os policiais irão usar o bom senso para avaliarem todos os pontos de melhorias. Hoje, a Polícia Civil tem demonstrado força, competência e uma presença impressionante, quanto à atuação e os resultados positivos das ações de combate à criminalidade e a violência”, enfatizou.



Investimentos e melhorias

O Governo está executando um plano de ação de melhorias e modernização das condições estruturais e funcionais das instituições do Sistema de Segurança Pública. Uma série de obras e reformas estão sendo implementadas na capital e no interior do estado.

Como exemplo, os complexos de Polícias de Carutapera e de Buriticupu (delegacias da Polícia Civil e Quartel da PM), já entregues à população, além de mais 10 unidades que devem ser inauguradas até o final do ano e das delegacias que estão passando por reformas e adaptações. No próximo dia 30, a SSP vai entregar o Complexo de Polícias de São João do Sóter.

Em andamento também está à reestruturação dos prédios do Instituto Médico Legal (IML) e do Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim) em São Luís, com investimentos na ordem de R$1,5 milhão em reforma e aquisição de equipamentos e materiais. Uma nova sede deverá ser construída até 2012 para abrigar a Polícia Técnico-Científica, com um prédio funcional e moderno.

O Icrim e o IML de Imperatriz também estão passando por uma ampla reforma. Até o início de abril serão inaugurados os dois órgãos em Timon, e até o final do ano, a SSP pretende inaugurar também em Balsas.

Serão mil vagas para a Polícia Militar e 250 para a Polícia Civil (150 investigadores, 50 delegados e 50 escrivães) a serem oferecidas em concurso público. O edital deve ser publicado em abril. A meta do governo é realizar, ao menos, um concurso por ano. Os policiais, após aprovados e formados, serão destinados prioritariamente a suprir as demandas no interior.

Em relação às viaturas, a governadora Roseana Sarney, ao reassumir o governo, renovou toda a frota, entregando um total de novas 706 viaturas para as polícias Civil e Militar. Mais 100 veículos já foram adquiridos e devem ser entregues até o final de abril, para serem empregados na capital e no interior. Hoje, todos os 217 municípios têm pelo menos uma nova viatura policial.

População interdita Terminal do São Cristovão


Cerca de 500 pessoas fecharam as entradas do Terminal de Integração do São Cristovão, por volta das 6h, desta terça-feira, 22. Os manifestantes também fecharam a Avenida Lourenço Vieira da Silva, que dá acesso ao terminal de coletivos.

Por volta das 8h, os manisfestantes impediram a entrada e a saída dos ônibus, além de queimar pneus como forma de protesto devido a demora dos coletivos e aos constante lotação do mesmos.

A polícia está no local. Um grande congestionamento se formou na avenida e o protesto não deve terminar até que autoridades relacionadas ao problema (SMTT) cheguem ao local.

De acordo com informações da nossa reportagem, os manifestantes querem conversar com o secretário Clodomir Paz, titular da Secretaria Municipal de Trânsito e Trasportes. Os manifestantes ainda reivindicam melhores condições no transporte público da capital, como: maior frota de coletivos na área, qualidade dos serviços oferecidos, preços elevados das passagens e outros.

ANB se fortalece na Grande São Luis e todo o Estado


A Agência de Noticias Baluarte-ANB, que desde 2009 faz a cobertura do eventos políticos e sociais nos municípios da Grande São Luis(São José de Ribamar, Alcântara, Paço do Lumiar, Raposa e São Luis) dará início as suas atividades a partir de abril também nas cidades de Imperatriz e Caxias.
Com uma equipe formada por profissionais da área da comunicação (jornalistas, radialistas, relações públicas e publicitários) a agência é a primeira e única empresa do estado nesse ramo, a trabalhar com reportagem in loco de fatos e acontecimentos referentes a política maranhense e demais assuntos de utilidade pública.
Em São José de Ribamar, o trabalho desenvolvido pela ANB passa pela cobertura semanal das sessões da câmara de vereadores e pelo noticiário de cultura e cidades desenvolvido pela agência, além de produção de matérias e entrevistas com lideranças comunitárias, artistas, poderes contituídos(executivo, legislativo, judiciário) e personalidades locais.

Vereador Henrique Queen é o mais atuante em Ribamar, aponta pesquisa


O vereador Henrique Queen(PDT)do bloco oposicionista da câmara, segundo pesquisa realizada pelo portal de um jornal da capital, entre os meses março e dezembro de 2010, foi o parlamentar mais atuante no município com expressiva votação dos eleitores residentes na cidade.
Queen se mostrou surpreso com o resultado da pesquisa, que segundo ele, veio mostrar que o eleitorado está atento à atuação dos parlamentares nas sessões do plenário da câmara e nas comunidades contempladas pelos projetos postos naquela casa legislativa.”Eu de fato fiquei surpreso com o resultado, até porque eu trabalho em todas as comunidades ribamarenses sem distinção, mas nunca me preocupei em pesar meus esforços como que em uma balança, não posso negar que estou muito feliz pelo reconhecimento sincero do povo da minha cidade, é uma grande alegria’’, declarou.
A enquete promovida pelo portal considerou ítens como visibilidade, atuação, projetos, participação popular e assiduidade, para obter a ordem de aprovação para os concorrentes.Dessa forma Queen ficou em primeiro lugar seguido de Beto das Vilas e Negão.Quanto aos demais, numa segunda indicação ganharia em primeiro Lázaro, seguido de Elisabeth Malheiros, Nonato Lima e Marlene Monroe. Já numa suposta terceira ordem de colocação, em primeiro viria Lindoso, seguido de Arthuzinho e Zé lima, respectivamente. O vereador Djalma não obteve a pontuação necessária para concorrer a nenhuma das ordens estabelecidas.
Henrique, que foi eleito no último pleito pelo Partido Democrático Trabalhista, está no primeiro mandato do trabalho legislativo em São José de Ribamar; integrou várias comissões internas da câmara; participou de debates em torno de questões referentes a infraestrura e educação na cidade e vêm elaborando e apoiando projetos que refletem a melhoria dos índices de exclusão e desigualdade social no município.

Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com

Polícia Civil maranhense tem menor atuação efetiva do Brasil


Teresa Dias

Falta de estrutura, insegurança, pagamentos atrasados e desvalorização. Policiais civis de todo o estado paralisaram-se por 24h na última terça-feira em protesto contra as condições de trabalho a que são submetidos. As reivindicações, porém, não são novidade. Mais uma vez, elas trazem à tona a realidade da instituição que apresenta um dos maiores índices de evasão no funcionalismo público do estado.

A Polícia Civil maranhense atua hoje com o menor efetivo em termos proporcionais do Brasil. São 2.150 funcionários em atividade e um déficit de 1.011 vagas, que deveriam estar preenchidas. Elas estão previstas em lei, porém, permanecem ociosas pela não realização de concurso. Na avaliação de Eleudo Moreira, vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol), nem mesmo se todas as vagas fossem ocupadas seria possível atender à demanda do Maranhão. Para ele, o ideal ficaria em torno de 4.300 funcionários, ou seja, o dobro da quantidade atual. O resultado da escassez é que 133 municípios não têm a presença de nenhum delegado de carreira e 74 não contam com sequer um representante da Polícia Civil. Onde esta ausência é verificada, a Polícia Militar, por vezes, assume o papel.

Ainda no quesito estrutural, muitas outras carências são elencadas, desde câmeras fotográficas até coletes à prova de balas. Policiais relatam ser usual em certas cidades do interior que, frente à inexistência de viaturas descaracterizadas, acabem utilizando seus carros particulares nas investigações. Também afirmam ter que habitualmente tirar dinheiro do próprio bolso para comprovar situações criminosas e possibilitar flagrantes posteriores, como forjar a compra de drogas nas mãos de traficantes.

Os líderes sindicais chamam a atenção para o efeito em dominó que este tipo de situação pode causar. “A falta de estrutura da Polícia Civil está diretamente ligada aos altos índices de impunidade, pois somos nós quem produzimos as provas. Se elas não existem ou são inconsistentes, como o juiz poderá condenar?”, indaga João Victor Utta, diretor do Sinpol. A Polícia Civil é a instituição estatal essencialmente investigativa destinada à apuração das infrações penais e suas autorias. Ela também é chamada de Polícia Judiciária, visto que o seu trabalho é dirigido para orientar o Ministério Público na aplicação da Lei Penal.

Ameaças

A utilização das dependências de Delegacias Civis para manter presos de justiça também é apontada como sério problema. Cerca de 2.000 estão sob a custódia da Polícia Civil, devido a falta de presídios. Esta prerrogativa está fora das competências da instituição e a situação configura-se como desrespeito à Lei de Execução Penal.

Outra das grandes insatisfações assenta-se na insegurança, principalmente fora do trabalho. “Não somos policiais só no momento do exercício, corremos risco o tempo todo. Em um assalto, por exemplo, se o bandido descobre que está à frente de um policial, não nos resta alternativa a não ser reagir, porque senão eles nos matam na hora”, diz João Victor Utta. Ele critica a incipiente proteção concedida pelo Poder Público aos policiais que recebem ameaças, na maioria das vezes tendo que ser feita por eles próprios. De acordo com dados do Sinpol, pelo menos 11 policiais civis foram assassinados na última década, quase todos investigadores.

Salários

Quando a questão é remuneração, surgem as mais diversas reclamações. As principais reivindicações da paralisação realizada terça-feira decorriam do reajuste salarial — que não ocorre desde 2009 — o não repasse inconstitucional da inflação acumulada nos últimos dois anos e congelamento de todas as verbas indenizatórias desde 2007. Também estavam na pauta o não pagamento da insalubridade para mais de 600 policiais civis e a não implantação do auxílio alimentação para motoristas, policiais e rádio-operadores.

Os policiais civis também dizem sentir-se desvalorizados. Para tornar-se membro da Polícia Civil, é exigido nível superior. Porém, o pagamento é bem aquém de outros cargos públicos que requerem a mesma instrução e não expõem a tantos perigos. O salário inicial é R$ 2.195 e a média fica em torno de R$ 2.400. A título de comparação, no último concurso do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA), em 2009, foi oferecido salário inicial de R$ 6.611,39 para o cargo de analista judiciário.

O Sinpol afirma que, caso o Governo não manifeste suas propostas até o dia 22, irá instaurar greve por tempo indeterminado.

Disque Denúncia dobra valor por informações do paradeiro de assassino


O Disque Denúncia dobrou o valor ofertado para R$ 2 mil, por informações que levem ao paradeiro de Edijane da Mota, de 42 anos, que na última segunda-feira (14), assassinou a esposa Raimunda de Assis, com de 11 facadas. O número de registros na Central Disque Denúncia chegou a dez, mas nenhuma levou ao paradeiro do acusado.

Qualquer informação sobre o acusado pode ser informada ao Disque Denúncia através dos telefones (3223 5800 – capital e 0300 313 5800 – interior). A ligação é anônima e a Central funciona 24 horas.

Continua a greve dos Professores


Atendendo a ação ordinária de pedido de antecipação de tutela, movida pela Procuradoria Geral do Estado (PGE-MA), o Tribunal de Justiça do Maranhão decretou liminarmente a ilegalidade da greve, deflagrada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma). Na ação, a PGE argumenta que os professores da rede estadual de ensino decretaram a greve por tempo indeterminado, sem observar os preceitos legais ainda durante as negociações. O ato de deflagração da greve se deu no início da negociação com o Sinproesemma.
A deflagração de greve ocorreu no início de negociação prévia com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, conforme demonstra o ofício expedido pelo sindicato em 25/2/2011, no qual se verifica que foi apresentada proposta de negociação para atendimento de pauta reivindicatória da categoria, conforme acordado em reunião com representantes do governo do Estado no dia 23/2/2011.
O Tribunal de Justiça (TJ), por decisão do desembargador Marcelo Carvalho, aceitou o argumento da ausência de comunicação prévia sobre a greve, que deveria ser informado com 48 horas de antecedência, segundo Lei 7.783/1989.
O Sinproesemma ignorou a legislação com a não manutenção das aulas, com um efetivo mínimo, já que a educação é um serviço essencial, no qual uma paralisação resulta em danos irreparáveis.
Tendo em vista a desatenção a três aspectos previstos na legislação, o TJ determinou o retorno imediato dos professores da rede estadual de ensino às salas de aulas e determinou multa diária de R$ 50 mil, caso a decisão não seja cumprida pelo sindicato.
O desembargador Marcelo Carvalho argumenta ainda que não se pode admitir uma paralisação integral do serviço, sobretudo, o essencial, aqui consubstanciado na devida prestação das atividades educacionais de 1° e 2° graus.

Sindicato diz que mantém greve

Em nota, o Sinproesemma se posicionou em relação à decisão do TJ. O texto diz, entre outros, que “o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão vem a público para: primeiro, informar que oficialmente a entidade não foi notificada da decisão judicial e, assim sendo, a greve continua sem prejuízo para os profissionais da educação; segundo, comunicar que em última instância quem decidirá a continuidade ou interrupção do movimento grevista é a categoria reunida em assembleia geral, como determinam o Estatuto desta entidade, e que estas serão realizadas entre os dias 23 e 25 deste mês; terceiro, relembrar que o direito à greve está previsto na Constituição Federal e que o Sinproesemma buscará o caminho da Justiça para reverter a decisão dada em caráter liminar (provisória) e de forma monocrática; quarto, reafirmar a legitimidade do movimento, pois desde 2009, nós, educadores (professores, especialistas e funcionários de escolas), estamos empenhados na definição, aprovação e aplicação do Estatuto do Educador, necessário ao reconhecimento e valorização do profissional, que pode dar ao ensino público a qualidade que a sociedade maranhense exige e paga por ela.
O Sindicato também informou que os educadores e educadoras maranhenses, representados estão abertos à negociação e ao diálogo, mas “não recuarão diante das ameaças, chantagens e repressão vindas do governo do Estado e continuarão em greve até que o Poder Executivo se disponha a negociar e atender as reivindicações dos trabalhadores”.

Prefeitura de São José de Ribamar vai realizar concurso público neste ano


A Prefeitura de São José de Ribamar realizará, ainda este ano, concurso público para o preenchimento de 344 vagas nos mais variadores setores da administração pública municipal.

A informação foi confirmada pelo prefeito Gil Cutrim (PMDB) durante audiência pública, realizada na Câmara Municipal de Ribamar, na qual ele apresentou o balanço contábil e financeiro da Prefeitura, referente ao terceiro e último quadrimestre do ano de 2010.


Na oportunidade, Gil Cutrim encaminhou para apreciação dos vereadores projeto de lei criando as novas vagas no quadro permanente da Prefeitura e solicitando a realização de concurso público para preenchê-las. “A expansão dos serviços públicos, mediante ampliação da rede pública municipal de ensino e de saúde, além da criação de novas unidades de apoio aos demais segmentos da administração do município e a necessidade de garantir a efetiva prestação de serviços à população gerou uma demanda adicional de recursos humanos. Por isso, este projeto de lei propõe a criação de novos cargos e vagas na estrutura permanente da Prefeitura e realização de concurso público para preenchê-los”, explicou o prefeito ribamarense.


De acordo com o referido projeto de lei, serão oferecidas vagas para os cargos de auditor fiscal de tributos municipais (02 vagas), auxiliar de fiscalização tributária (04), fiscal de urbanismo (04), fiscal de meio ambiente (02), técnico em meio ambiente (04), terapeuta ocupacional (03), enfermeiro obstetra (09), técnico em radiologia (05), agente de transporte e trânsito (06), auxiliar de consultório dentário (07), técnico em enfermagem (20), assistente social (03), guarda patrimonial (215), farmacêutico bioquímico (01), inspetor de vigilância em saúde (06), cirurgião dentista (05), enfermeiro (09), fisioterapeuta (02), fonoaudiólogo (02), nutricionista (02) e psicólogo (03).


Esta será a segunda vez que a Prefeitura de São José de Ribamar promoverá concurso público para preenchimento de vagas permanentes na estrutura da administração municipal. Em 2006, na gestão do ex-prefeito Luis Fernando Silva (DEM), atual secretário-chefe da Casa Civil do governo do Estado, foram oferecidas mais de 400 vagas para diversos cargos.

(vereador Ladrão) Vereador é acusado de assalto a banco


O vereador Valdimar dos Santos Carvalho (DEM), da cidade de Santa Quitéria, distante 223 quilômetros de São Luís, capital do Maranhão, foi preso nesta quinta-feira acusado de ter participado de um assalto a uma agência bancaria no início de fevereiro. Durante o assalto, ocorrido em Santa Quitéria, houve troca de tiros da quadrilha com policiais do Grupo Tático Aéreo (GTA) do Maranhão. Em depoimento à polícia, Valdimar negou fazer parte desta quadrilha.

A prisão do vereador democrata, conhecido também como Mosquito, foi decretada pela juíza da comarca de Santa Quitéria, Elaine Silva Carvalho. Além dele, a Justiça também pediu a prisão de mais outros três envolvidos no assalto. Desde fevereiro, ele era considerado foragido e foi encontrado na noite desta quarta-feira, em uma loja de venda de veículos.

Essa não foi a primeira vez que Valdimar Carvalho foi preso. Em 2009, ele também há havia sido detido sob a mesma acusação de assalto a banco. Em dezembro do ano passado, Carvalho também foi preso em flagrante, em Dom Eliseu, a 333 quilômetros de Belém, capital do Pará, sob a acusação de integrar um bando que pretendia assaltar um banco em Jacundá, cidade distante 340 quilômetros da capital paraense. Contra ele também pesam acusações de porte ilegal de armas e interceptação de veículo roubado.

“Ele já é um velho conhecido e vínhamos monitorando ele antes que ocorressem outros assaltos a banco”, declarou o delegado Superintendente de Investigações Criminais, Marcos Affonso. “O vereador estava foragido, mas nós continuamos monitorando e de forma que ontem ele esteve em um determinado estabelecimento comercial. A pessoa do estabelecimento comercial lembrou do nome e comunicou de imediato à polícia. Hoje, pela manhã, efetuamos a prisão dele”, informou o comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Franklin Pacheco.

Durante as eleições de 2008, Valdimar dos Santos Carvalho foi o segundo vereador mais votado em Santa Quitéria, com 6% dos votos. Nos depoimentos à polícia, aos quais o iG teve acesso, o vereador negou participação nos crimes, tanto nesse assalto em fevereiro quanto nos outros aos quais seu nome está diretamente ligado. Seu advogado, até o momento, não foi localizado.

Corpo encontrado no cais de São José de Ribamar


Foi encontrado na manhã do dia 15, em São José de Ribamar, o corpo de um homem identificado como sendo de João Batista Almeida Soares, de 29 anos.
O cadáver estava boiando no cais da cidade após ter sido avistado por um pescador que comunicou aos homens do Corpo do Bombeiros que já trabalhavam no local em buscva do homem.
De acordo com informações de populares, na tarde de domingo, em pleno Lava-Pratos, um homem havia sido visto mergulhando sem camisa no cais e deseparacido em seguida.
Desde segunda-feira, equipe de resgate trabalhavam no local. pela manhã um pescador avistou o corpo e comunicou aos homens.
A vítima de afogamento, de acordo com o que concluiu a perícia do Isntituto Médico Legal (IML), residia na Vila Embratel, no município de São Luís.
Ele participava do Lava-Prato realizado no final de semana no município de São José de Ribamar.

Associação de Moradores do Tijupá Queimado lutam pelo Asfaltamento do Bairro


A Prefeitura municipal deu inicio as obras de 3(três) das 21 ruas que constituem a extensão territorial do bairro do Tijupá Queimado numa demonstração de resposta aos protestos ocorridos em 2009 em prol do asfaltamento do povoado.
Em novembro do ano passado, os moradores da comunidade decidiram protestar contra o descaso porque passa o Tijupá, anunciando realizar uma manifestação que resultaria na interdição da estrada que liga São Luis e demais municípios à cidade balneária.O presidente da Associação de Moradores resolveu então convocar a todos os moradores do bairro para participarem da manifestação, mas na mesma semana onde se decidiu unanimemente pela obstrução da via de acesso ao município, a Prefeitura decidiu também pelo asfaltamento, através de verba federal, de apenas algumas ruas existentes naquela comunidade.
Atualmente os moradores indignados com a morosidade e demora na execução da obra já se mostram insatisfeitos com o executivo municipal que prometeu a segunda e terceira fases para finalização do asfaltamento e pavimentação do restante das ruas. O prazo estipulado para a conclusão das obras em andamento já está vencido e as 3 [três] ruas em questão continuam incompletas e inacabadas.
Valores Exorbitantes
O que chamou a atenção de alguns moradores do Tijupá Queimado foi o fato de o valor destinado a pavimentação das ruas ultrapassar a marca de 700 mil reais, ou seja, mais de meio milhão de reais,e no entanto a camada de asfalto posta na aplicação do perímetro escolhido para ser asfaltado tem espessura rasa e superficial.
Segundo Ribamar Cardoso, Presidente da Associação de Moradores do Tijupá Queimado, a reivindicação por medidas de infra-estrutura no bairro continua pertinente haja vista o descaso do poder público com o povoado, que, segundo ele, é um dos bairros mais antigos da cidade. “O Prefeito Luis Fernando Silva quando veio anunciar o asfaltamento das 3(três) ruas nem mesmo sabia quanto tempo de fundação tinha o Tijupá, infelizmente temos uma gestão que desconhece nossa existência em todos os sentidos,gostaríamos de saber quanto a prefeitura com a receita de nossos impostos fará pelo bairro,porque ate agora quem esta fazendo é o Presidente Lula, o investimento destinado a pavimentação vem do governo federal, agora se promover as custas do Ministério das Cidades é bem mais conveniente pra quem não quer fazer nada no município,embora todos saibam na cidade que o prefeito de Ribamar é Lula”, analisou Cardoso.
Para o Comerciante Ivan Morais, um dos moradores do Tijupá, a Prefeitura de Ribamar mostrou não conhecer a comunidade ao ignorar as ruas mais antigas do bairro. Morais salienta que a Rua Principal, uma via que dá acesso a bairros como Cidade Operaria, Vila São Luis, e Vila Sarney Filho sequer foi lembrada no planejamento da Secretaria de Obras do Município. “É visível o desinteresse pelo bairro, o Tijupá está definitivamente fora dos planos dessa gestão, é uma pena esse total desconhecimento, na prestação de contas de 2009 o prefeito nem citou o nome do bairro, na verdade eles fazem questão de ignorar, é uma pena”, lamentou.
Já para Frank Sena, Diretor da Associação de Moradores do Tijupá, o desinteresse é tanto que o cronograma de obras da Prefeitura não faz referencia ao nome do Povoado no planejamento feito para 2010, com exceção dos trabalhos iniciados em 2009. “Todos nós da comunidade sabemos que o prefeito só deu a ordem de serviço porque fomos à luta literalmente, tornamos pública nossa indignação com todo esse descaso e esquecimento dos quais somos vitimas aqui”, disse.
A comunidade do Tijupá Queimado tem mais de 70 anos de existência e não conta com um posto de saúde nem tampouco com uma escola de ensino fundamental, tem iluminação pública precária, mais de 3 mil habitantes que trafegam diariamente por ruas esburacadas, programas sociais inexistentes e mais 19 ruas por fazer. Basta agora saber se com estas características São José de Ribamar é realmente este cartão-postal que se mostra na mídia.

Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte

Júnior Marreca e Gil Cutrim assumem comando da FAMEM

Prefeitos afirmaram que irão intervir, junto aos governos estadual e federal, no sentido de enviar ajuda as famílias afetadas pela enchente na cidade de Trizidela do Vale.

Pregando o fortalecimento do municipalismo, como forma de beneficiar os gestores públicos municipais e suas populações, os prefeitos Júnior Marreca (Itapecuru) e Gil Cutrim (São José de Ribamar) foram empossados, nesta terça-feira (01), nos cargos de presidente e 1º vice-presidente, respectivamente, da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) para o biênio 2011/12.


Na oportunidade, além de lamentarem a enchente que atingiu o município de Trizidela do Vale, os dois prefeitos afirmaram que irão intervir, junto aos governos estadual e federal, no sentido de enviar, o mais rápido possível, ajuda as cerca de três mil famílias afetadas pela catástrofe.


A cerimônia – que contou com as participações do deputado estadual César Pires (DEM), representando a Assembleia Legislativa do Maranhão; e do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Edmar Cutrim – aconteceu na sede da entidade, no bairro Calhau, e também marcou a posse dos demais integrantes da chapa Unidos Pelo Municipalismo, que foi eleita, no mês passado, com 96% dos votos válidos e possui prefeitos de todas as regiões do Maranhão.


“Nossa chapa contempla todas as grandes e pequenas regiões do Estado. A partir de agora, nós, prefeitos e prefeitas do Maranhão, estamos unidos para fortalecer, ainda mais, a FAMEM, fazendo com que os serviços da entidade cheguem a todos os municípios maranhenses”, disse Júnior Marreca.


O presidente afirmou que realizará no próximo dia 17, em São Luís, um grande ato que visa reunir o maior número de gestores públicos municipais. O encontro, além de congregar os prefeitos maranhenses, servirá para apresentar formalmente as autoridades do Estado e a sociedade civil organizada os novos dirigentes da FAMEM e os seus objetivos para os próximos dois anos.


“Elencamos 21 propostas que, com muito compromisso, tenho certeza que iremos executá-las”, explicou Marreca que, no seu discurso de posse, fez questão de elogiar o trabalho do ex-presidente Raimundo Lisboa, prefeito de Bacabal. “A gestão do presidente Lisboa foi muito positiva e muitas metas foram alcançadas. Ele também será um grande parceiro da nossa administração”, completou o novo presidente.


Gil Cutrim voltou a defender o trabalho itinerante da FAMEM e o estreitamento dos laços da entidade com os governos estadual, federal, além dos órgãos de controle externo.


O prefeito de São José de Ribamar, terceira maior cidade do Maranhão em número de habitantes, disse que os municípios maranhenses têm que trabalhar de forma integrada, absolvendo as boas iniciativas de cada um. “Farei questão de levar aos municípios mais distantes experiências exitosas, como as Escolas Municipais Liceu Ribamarense I e II, as duas primeiras unidades públicas de ensino em tempo integral de São José de Ribamar e do Maranhão”.

Anuncie!