quinta-feira

Fracassa tentativa do PMDB de criação de Bloco com PV





Apesar de ainda ter grandes problemas internos e arestas a serem aparadas dentro do PMDB, alguns peemedebistas tem tentado nos últimos dias a criação de um Bloco Parlamentar forte na Assembleia Legislativa.

Os peemedebistas que ainda nutrem a esperança de viabilizar uma via alternativa contra a candidatura, até o momento única, de Humberto Coutinho (PDT) à presidência da Assembleia Legislativa, tentaram atrair o PV para esse Bloco, que, dependendo da articulação, poderia até apresentar uma chapa para a eleição da Mesa Diretora, pois somente as duas legendas juntas já teriam oito deputados, quatro de cada partido.

No entanto, com a disputa interna e a consequente indefinição do PMDB, o PV não demonstrou muito interesse em embarcar nessa aventura e tende a tomar outro caminho.

O PV deve aceitar o convite formulado pelo deputado Rogério Cafeteira (PSC), que vai articulando a composição de um Bloco Parlamentar com aproximadamente seis partidos e que poderia ter entre 12 e 14 parlamentares.

O Bloco, ainda sem nome, com essa composição seria o segundo maior da Casa, perdendo apenas para o Blocão do Governo. Com essa formação, o Bloco conseguiria, pela proporcionalidade, ocupar espaços interessantes na nova Mesa Diretora.

Esse Bloco apoiaria a candidatura de Humberto Coutinho a presidência da Assembleia, mas respeitaria a independência de alguns deputados com relação a gestão Flávio Dino no Governo do Maranhão.

Já o PMDB, com as disputas internas, tende a um isolamento natural no parlamento maranhense.

com informações de jorge aragao
quarta-feira

Júnior Bolinha e empreiteiro serão ouvidos em audiência amanhã

OSWALDO VIVIANI

O ex-representante comercial José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha”, e o empreiteiro Marcos Regadas (dono da Construtora Franere) serão ouvidos amanhã (quinta, 22), a partir das 9h, na 6ª Vara Criminal, numa audiência marcada no bojo de um processo ligado ao caso do assassinato do jornalista Décio Sá.
Júnior Bolinha quando era levado pela polícia a uma das audiências do ‘caso Décio Sá’

A audiência será presidida pelo juiz Antônio Luiz de Silva Almeida, que quer saber de “Bolinha” – que era representante comercial de bebidas em Santa Inês e está preso no Presídio São Luís 3, acusado de ter intermediado a contratação do pistoleiro que matou Décio – se ele mantém as acusações feitas contra o empresário Regadas em uma carta supostamente enviada em 20 de fevereiro de 2013 ao ex-secretário de Segurança Pública do Maranhão Aluísio Mendes e publicada por quatro blogueiros de São Luís.

A publicação deu origem a um processo contra os quatro blogueiros, processo este que agora tem à frente o juiz Antônio Luiz Almeida.

De acordo com “Bolinha”, Marcos Regadas participou de uma reunião num restaurante no Olho d’Água, na capital maranhense, onde teria sido arquitetado um consórcio para mandar matar o jornalista. O consórcio também pretenderia assassinar um promotor, segundo “Bolinha”.

Foram arrolados no processo, ainda, como testemunhas, o deputado estadual Raimundo Cutrim (PC do B) e o promotor Fernando Barreto (Meio Ambiente).

CRIME – O jornalista Aldenísio Décio Leite de Sá, conhecido como Décio Sá, que trabalhava nos Sistema Mirante, foi assassinado a tiros em 23 de abril de 2012, num restaurante da Avenida Litorânea, em São Luís.

Treze pessoas foram apontadas pela Justiça como envolvidas no crime, mas até agora apenas duas foram julgadas e condenadas, em fevereiro de 2014: Jhonathan Souza Silva (executor; 25 anos e 3 meses) e Marcos Bruno Silva de Oliveira (piloto da moto que conduziu o executor; 18 anos e 3 meses).
terça-feira

19° BPM DE PEDREIRAS REALIZA OPERAÇÃO ALVORADA

Operação Corujão realizada ontem em Pedreiras, comandada pelo 1° Ten Cecílio,na ocasião foi feita a prisão de Adriano da Silva Lima, por porte ilegal de arma, com o mesmo foi encontrado um revolver  calibre 38 com numeração rapada e cinco munições intactas Adriano da Silva foi conduzido e autuado em flagrante delito.

Durante toda operação varias abordagens foram realizadas, resultando na apreensão de três motos irregulares que já foram encaminhadas para o CIRETRAN.
















As abordagens continuaram nesta terça feira desta vez nas entradas de Pedreiras e Trizidela do Vale, onde a policia intensifica as ações e o contingente policial para coibir ações criminosas neste período festivo que se aproxima 







segunda-feira

Morre cantor do Boi do Maracanã Humberto Barbosa

Morreu, aos 75 anos, às 16h10 desta segunda-feira (19), em São Luís, o cantador Humberto Barbosa Mendes, do bumba meu boi de matraca "Boi de Maracanã". Ele estava internado no Hospital Carlos Macieira desde o dia 13 de janeiro com um quadro de infecção generalizada e veio a óbito por falência múltipla dos órgãos em decorrência de choque séptico, segundo o hospital.
De acordo com a família, Humberto passou mal quando estava em casa, na última terça-feira (13), e foi levado às pressas para o hospital, onde deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e ficou sob "sedação" e "ventilação mecânica". Ele havia passado por uma cirurgia de amputação da perna esquerda, apresentou melhora após o procedimento, mas permanecia em estado grave.
Calou-se a voz do cantador. O Guriatã voou para perto de Deus. A nossa brincadeira mais popular do São João, o bumba meu boi, está de luto"
Cantora Alcione, no Instagram
O velório será realizado no barracão do Boi de Maracanã, no bairro homônimo, a partir da noite das 20h desta segunda-feira. A família ainda não informou o local do enterro.
Ícone
Humberto nasceu em São Luís, no dia 2 de novembro de 1939, era casado e pai de 22 filhos. Mestre em cultura popular reconhecido pelo Ministério da Cultura, ele também foi premiado como mestre da cultura brasileira no 23º Prêmio da Música Brasileira.
Há mais de 40 anos fazia parte de um dos mais tradicionais grupos de bumba meu boi, no sotaque de matraca, o Boi de Maracanã, do qual era compositor e intérprete de toadas desde os 12 anos.
Aos 34 anos, tornou-se mestre do grupo e foi batizado como "Humberto do Maracanã". Ele era reconhecido pela interpretação da toada que se tornou símbolo do São João do estado maranhense, "Maranhão, Meu Tesouro, meu Torrão", do compositor Mano Borges, música que também foi já gravada pela cantora maranhense Alcione.

domingo

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR ELEIÇÕES 2016: FRENTE DE LIBERTAÇÃO DA CIDADE AINDA MAIS FORTALECIDA


Frente de Libertação de São José de Ribamar reuniu as principais lideranças da cidade balneária para discutir a realidade do município na manhã deste sábado(17).

POR FERNANDO ATALLAIA

O movimento sociopolítico Frente de Libertação de São José de Ribamar vem mostrando força na cidade balneária e segue ainda mais fortalecido. Na manhã desse sábado(17) os integrantes da Frente e novos membros reuniram-se para debater a realidade do município e as eleições do próximo ano.


O evento contou com a presença das reconhecidas lideranças de Ribamar, Serra Alta, Riba Soldado, Bastos, Messias Scorpions, Manoel do Nascimento, Clóvis do J. Câmara, Wando do Táxi, Edelvi Cutrim, Gardel Pontes, Marco Aurélio e ainda Elane Frazão e Silvana Reis. Participaram também do encontro o suplente de Senador e membro do PSB estadual, Paulo Matos, dirigentes do Partido Popular Socialista na cidade e o presidente do PC do B ribamarense, Malherinhos, além de simpatizantes.



Frente de Libertação de São José de Ribamar é composta pelas principais lideranças da cidade balneária; Movimento segue fortalecido

A Frente de Libertação de Ribamar é um dos movimentos que vem se destacando como porta-voz da renovação tanto no Legislativo quanto no Executivo municipal. Congregando grande parte dos ex-candidatros a Vereador de 2012, os integrantes do movimento, conforme informou Marco Aurélio, um dos fundadores da Frente, aproveitaram a oportunidade para pautar as ações que serão implementadas já a partir do dia 10 de fevereiro no município.


‘’ Essa reunião que tivemos hoje foi determinante para traçarmos os próximos passos e definir as ações a serem postas em prática com total permanência já a partir do dia 10 de fevereiro; temos muito trabalho pela frente e não podemos perder mais um só segundo; a população de Ribamar já acenou positivamente para o nosso projeto que visa a mudança tanto no âmbito eleitoral quanto na discussão por uma administração, de fato comprometida com o povo de Ribamar, a Frente de Libertação estar a cada dia mais fortalecida’’, ressaltou Marco Aurélio.



Reunião dos integrantes visou definir organograma de ações e discutir eleições de 2016 no município; a Frente pretende lançar candidato a Prefeito

Um dos membros do movimento presentes no encontro, o líder comunitário da região do Araçagi, Riba soldado, destacou a importância da reunião. ‘’ Parabéns a todos os companheiros que estão firmes com o propósito de mudar a realidade de nossa sofrida São José de Ribamar; reunião vitoriosa de lideranças que querem tirar a nossa cidade desse estado lamentável de miséria e abandono; a Frente de Libertação segue firme e forte’’, frisou Soldado.


Contando com a adesão de vários partidos, entre estes o PC do B, SDD, PROS, PPL e o próprio PPS que vem capitaneando as iniciativas em torno do projeto, a Frente de Libertação de São José de Ribamar, segundo acrescentou Marco Aurélio, já concluiu a elaboração do organograma a ser seguido por seus integrantes na cidade balneária e a metodologia de trabalho a ser operacionalizada pelos membros. Umas da preocupações da Frente, as eleições de 2016, também pontuaram o debate na reunião realizada neste sábado. Marco Aurélio fez um balanço positivo do encontro.



Grandes lideranças de Ribamar vem aderindo ao Movimento; em pé um membro debate a conjuntura sociopolítica ribamarense

‘’Reafirmo aos companheiros a metodologia que será usada na eleição de 2016, o grupo estará apoiando de forma conjunta aquele que estiver melhor nas pesquisas; estaremos trabalhando dia e noite para ganhar as eleições de 2016, temos nomes no grupo com respaldo para garantir a vitória nas urnas e este é o objetivo a ser alcançado, mas até lá nossos esforços são no sentido de fazer de Ribamar nossa bússola e orientação primeira; estaremos presentes em todas as comunidades do município, diuturnamente; não paramos um só momento, seremos incansáveis na luta pelos direitos da população e implacáveis com o descaso da cidade; nossa reunião foi exitosa e feliz, outras ainda virão, saldo totalmente positivo’’, concluiu Marco.

Condenação de blogueiro a chibatadas será reavaliada na Arábia Saudita


Raif Badawi foi condenado a dez anos de prisão e mil chibatadas por 'desobediência' e 'insultar o Islã'. Mas o que ele fez de tão grave?



Da BBC


Badawi foi preso em 2012 por ter criado o site Árabes Sauditas Liberais, que promovia um fórum de debate público (Foto: Divulgação/Anistia Internacional )

O caso do blogueiro condenado à prisão e açoitamento na Arábia Saudita será revisto pela Suprema Corte do país a pedido do rei, segundo informações obtidas pela BBC.

Raif Badawi, de 31 anos, foi condenado por "insultar o Islã por meios eletrônicos" e "desobediência", segundo o governo saudita.

Por criticar autoridades religiosas do governo, Badawi foi sentenciado a dez anos de prisão e a mil chibatadas, a serem aplicadas ao longo de 20 semanas.

Badawi foi açoitado pela primeira vez na sexta-feira passada, recebendo 50 chibatadas em praça pública. Nesta sexta-feira, o governo da Arábia Saudita adiou o novo açoitamento ao qual ele seria submetido hoje por motivos médicos.

O caso gerou uma comoção global. A Anistia Internacional lançou uma campanha por sua libertação e governos ocidentais pediram o cancelamento do castigo.

Mas qual foi exatamente o seu crime? E por que foi aplicada uma punição tão severa em seu caso?

Quem é Raif Badawi?
O blogueiro criou um fórum online Liberal Saudi Network (Rede Liberal Saudita, numa tradução livre) - hoje fora do ar - para encorajar o debate sobre religião e temas políticos na Arábia Saudita em 2008.

Ele foi preso em 2012 na cidade de Jeddah por causa das críticas feitas no site à polícia religiosa e clérigos sauditas.

Acabou condenado em 2013, mas recorreu da decisão, o que só fez com que sua pena fosse aumentada em instância superiores da Justiça do país.

Há uma semana, ele foi açoitado publicamente, recebendo 50 chibatadas em uma praça de Jeddah, algo que deveria se repetir ao longo de mais 19 semanas.

Qual foi o crime?
Em seu blog, Badawi fazia críticas a autoridades religiosas do país, o que levou a uma tentativa de assassinato do blogueiro em 2012. Pouco depois, sua família pediu asilo ao Canadá.

Isso ocorreu depois que um notório clérigo saudita, Sheikh Abdulrahman al-Barrak, emitiu uma "fatwa", ou decisão baseada em princípio religiosos, declarando que Badawi era um "descrente" e um "apóstata".

Ele reclamou que o blogueiro havia dito que "muçulmanos, judeus, cristãos e ateístas são todos iguais".

Badawi foi formalmente acusado de "insultar o Islã por meios eletrônicos" e "desobediência".

Em 2008, ele também foi acusado de apostasia - renunciar ao Islã - o que pode ser punido com pena de morte, mas esta acusação não seguiu em frente.

A punição é severa demais?
Badawi foi originalmente condenado a sete anos de prisão e 600 chibatadas pelo Tribunal Criminal de Jeddah.

A pena foi aumentada depois que ele recorreu da decisão em instâncias superiores para dez anos e mil chibatadas.

A sentença deve ser aplicada publicamente, com 50 chibatadas por vez, aplicadas com um bastão de madeira flexível, ao longo de 20 semanas, a cada sexta-feira.

Madawi al-Rashee, uma especialista em Oriente Médio da London School of Economics, descreveu a punição como "excessiva".

Ela diz que a pena foi tão severa por causa do clima político pelo qual passa o reino.

A participação do país na luta contra o grupo extremista que se autodeclara "Estado Islâmico" gerou críticas de sauditas conservadores, e açoitamentos públicos com o propósito de defender o Islã podem apaziguar os ânimos.

Apenas nas duas primeiras semanas deste ano, também houve nove execuções públicas, segundo al-Rashee.

Zaid Belbagi, conselheiro de governos do Oriente Médio para assuntos de comunicações, diz que a punição está de acordo com a lei saudita e a Sharia, a lei do Islã.

Nas redes sociais, muitos sauditas apoiaram a decisão.

Qual foi a reação internacional?
Uma série de países ocidentais, entre eles Estados Unidos, Canadá, Alemanha e Noruega, criticaram abertamente a sentença de Badawi.

Na última quarta-feira, o ministro de Relações Exteriores canadense, John Baird, pediu clemência para o blogueiro: "Essa punição viola a dignidade humana e a liberdade de expressão".

Mas a mulher de Badawi disse que os governos destes países podem fazer mais.

"Gostaria que eles pedissem sua soltura ao governo saudita e não apenas emitissem comunicados condenando a decisão", ela disse.

Segundo o programa Newsnight, da BBC, é difícil para os governos ocidentais criticar o governo saudita porque têm com ele contratos vultosos para a venda de armas.

A Arábia Saudita tem o quarto maior orçamento do mundo para Forças Armadas, de acordo com dados de 2013, e gastam boa parte dele com a compra de armas americanas e da Europa.

O que acontecerá agora?
O governo saudita adiou o novo açoitamento de Badawi por motivos médicos.

O país não deu detalhes de seu estado de saúde, mas a Anistia Internacional disse em um comunicado que o médico que examinou o blogueiro avaliou que suas feridas ainda não haviam cicatrizado e que ele não aguentaria um novo açoitamento.

O médico pediu, então, o adiamento da nova sessão de chibatadas, segundo a Anistia.

A mulher de Badawi disse que sua punição é criminosa e teme que ele não suporte o que ela descreve como uma "tortura física e psicológica".

Ali al-Ahme, do Instituto de Assuntos do Golfo, é um estudioso da Arábia Saudita e especialista em política saudita.

Ele destaca as várias mortes de pessoas sob custódia do governo do país e sugere que tantas chibatadas ao longo de 20 semanas podem levar uma infecção letal, dadas as condições sanitárias precárias às quais Badawi está submetido em uma prisão saudita.

Mas Zaid Belbagi, conselheiro de governos do Oriente Médio para comunicações, diz que o Ocidente é próximo do governo saudita e que uma "diplomacia de bastidores" já está em curso para ajudar Badawi.
98 9-8191-3020 tim
contato@danieldejesus.com.br
Sua participação é imprescindível!

É seu direito

É seu direito
Art. 6º - São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição. (Redação da E.C nº 64, de 2010)

Mercado Imobiliario

Total de visualizações

Shopping Tudo

Ribamais

Comunidade Urgente

Labels

Labels

Adicione ao Favoritos

Adicione aos Favoritos Adicione aos Favoritos

PLAY PARA CELULARES

BAIXAR APLICATIVO DA WEB RADIO PARA ANDROID

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Pages

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive